Mato Grosso, Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
LÚDIO

Lúdio Cabral dizer que é o novo é muita cara de pau, dispara Leitão

Marcia Jordan

02/09/2014 às 19:51

Lúdio Cabral dizer que é o novo é muita cara de pau, dispara Leitão

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) criticou a postura de Lúdio Cabral (PT), (nome da base governista para a disputa ao Palácio Paiaguás em 2014), de tentar se desvencilhar de Silval Barbosa (PMDB), apesar de pertencerem ao mesmo grupo político.

Para o tucano, o candidato do PT “faz parte inteiramente do atual modelo político que governa Mato Grosso”.   “Ele [Lúdio Cabral] querer ser o novo é muita cara de pau. Vejo ele criticando a saúde que é governada pelo PT e pelo PMDB há 12 anos. Quem toca a orquestra é o maestro. Quem renega seu próprio grupo não é digno de confiança”, afirma Nilson Leitão, candidato à reeleição pela coligação “Coragem e Atitude pra Mudar”.  

Na avaliação do parlamentar, o grupo político que governa o Estado lançou seus candidatos para dar continuidade ao atual modelo de gestão que, segundo ele, “é reprovado pela população”.   “Somente Pedro Taques combate essa continuidade que também é reprovada pela população que não aceita mais este modelo político que está aí.

Esse grupo político tem que ter hombridade de assumir que falhou com o Estado. Isso não é somente opinião minha, são os números da educação, da saúde e da segurança que deixam a desejar. Nosso Estado não tem um programa social para o menor e para o idoso abandonado”, finalizou Nilson Leitão. 

Fonte 24h News