Mato Grosso, Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MELHORIA

Melhoria em Cadeia Pública motivou destruição de ônibus

Marcia Jordan

20/08/2014 às 16:10

Melhoria em Cadeia Pública motivou destruição de ônibus

A destruição de quatro ônibus escolar do município de Sorriso  (420 km ao norte de Cuiabá) foi em protesto por melhorias na Cadeia Pública da cidade. A revelação partiu de um dos dois adolescentes apreendidos na manhã desta quarta-feira (20). O jovem confessou o crime durante o depoimento feito ao delegado titular da delegacia de Sorriso, Pablo Borges Rigo.

Os dois jovens são acusados de ater fogo nos veículos durante a madrugada de terça-feira (19). A apreensão foi efetuada pela Polícia Militar e os menores encaminhados a Delegacia da Polícia Judiciária Civil.

Durante o depoimento o adolescente afirmou à polícia que com a ação criminosa tentava reivindicar melhoria na Cadeia Pública de Sorriso onde seu pai e o irmão cumprem pena. Já o segundo jovem negou participação no incêndio dos ônibus.

Durante as investigações, os policiais civis analisaram imagens captadas por câmeras de segurança de um posto de combustível onde foi possível observar dois suspeitos em uma motocicleta Titan vermelha comprando gasolina e armazenando em um galão.

Os veículos queimados estavam estacionados no pátio da Prefeitura Municipal. Três deles foram totalmente destruídos e o quarto ficou parcialmente queimado.

Um galão com as mesmas características que aparece nas imagens foi deixado no local do incêndio e colaborou para a identificação dos suspeitos. Diante das evidências, a polícia civil iniciou diligências e conseguiram encontrar a motocicleta.

O veículo foi localizado durante uma abordagem policial. Na ocasião, um adolescente pilotava o veículo sem carteira de habilitação. Ele foi apreendido e acabou assumindo a sua participação no incêndio e ainda revelou quem era o seu comparsa.

A Polícia Civil continua as investigações para apurar a veracidade dos fatos. Os dois adolescentes apreendidos foram autuados em flagrante pelo ato infracional de crime incêndio e serão apresentados ao Ministério Público. 

Redação com Assessoria