Mato Grosso, Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
A

A pedido do MP, Justiça afasta Mesa Diretora da Câmara de Torixoréu

Marcia Jordan

26/04/2014 às 08:00

A pedido do MP, Justiça afasta Mesa Diretora da Câmara de Torixoréu

A pedido do Ministério Público, uma decisão judicial afastou a Mesa Diretora da Câmara de Torixoréu (a 550 km de Cuiabá). Isso porque o MP encontrou irregularidades nas sessões extraordinárias realizadas no final de 2012, que promoveu, aleatoriamente, alterações no Regimento Interno do Legislativo para beneficiar um grupo de vereadores.

De acordo com o MP, na resolução que modificou o Regimento, ficou estabelecido que a Mesa Diretora do primeiro biênio (2013/20014) seria composta pelos parlamentares bem mais votados na eleição, considerando automaticamente empossados e eleitos, suprimindo a necessidade de um pleito pelo voto secreto, conforme prevê a Lei Orgânica do município. Além disso, as mudanças foram feitas em sessões extraordinárias sem quórum. As alterações beneficiaram, diretamente, os vereadores Neucy Sousa Carrijo Pimentel, Robson Ney Barcelos Figueiredo, Maria Lúcia Rocha da Silva e Ronivaldo Antônio da Silva, que passaram a integrar a Mesa Diretora. Todos, pela decisão, estão afastados dos respectivos cargos que ocupavam.

Embora a Justiça tenha decretado a realização de eleição para a nova Mesa, serão preenchidos somente os cargos de presidente e vice-presidente, pois os cargos de primeiro e segundo secretários serão ocupados pelos vereadores Valdemar de Oliveira Alves e Deon Nunes da Purificação, escolhidos em pleito realizado em janeiro do ano passado, mas que acabou não sendo considerado pelos vereadores. Além dos dois parlamentares, também foram eleitos Marlon de Sousa Silva e Robson Ney Barcelos de Figueiredo, contudo, ambos renunciaram, respectivamente, aos cargos de presidente e vice.

Redação com Assessoria