Mato Grosso, Quinta-Feira, 1 de Outubro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ESCOLHIDO

Escolhido o segundo suplente de Salles

Marcia Jordan

04/08/2014 às 09:25

Escolhido o segundo suplente de Salles

Passados quatro dias do anúncio de Rogério Salles (PSDB) como substituto de Jayme Campos (DEM) na disputa ao Senado e do empresário do ramo de autopeças, Donizete Castrillon (PTB) como primeiro suplente na chapa, a Coligação Coragem e Atitude para Mudar definiu que ocupará a segunda suplência o suplente de deputado federal, pecuarista Eduardo Moura (PPS).

A vaga, até então, era ocupada por Luciane Bezerra (PSB), que renunciou ao posto depois de ser preterida ao Senado. O fator determinante para a escolha de Moura para a vaga foi a questão regional. O segundo suplente não só representa o Araguaia, como possui expressiva votação nessa região nas duas últimas eleições para a Câmara Federal. Moura trabalhava na coordenação regional da campanha do candidato ao governo Pedro Taques (PDT).

A definição ocorreu no último sábado (02), após reunião entre os presidentes dos partidos do bloco oposicionista. A chapa contempla a região sul, a Capital e o Araguaia. Estava no páreo com Eduardo Moura para ocupar a segunda suplência o empresário do agronegócio, Édio Brunetta (DEM), que já concorreu como suplente de senador nas eleições de 2010, quando Antero Paes de Barros (PSB) tentava vaga em Brasília.

Inicialmente, Rogério Salles seria candidato a deputado federal pela chapa. Com a saída de Jayme Campos (DEM), o tucano foi indicado para concorrer na eleição majoritária, representando a região sul. Com a candidatura de Rogério ao Senado, a coligação ‘Coragem e Atitude pra Mudar‘ indicou para a vaga de deputado federal o ex-prefeito de Rondonópolis Adilton Sachetti (PSB), o que causou modificações na coordenação geral da campanha de Taques.

Com a saída de Sachetti, assumiu a função o prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT). Donizette Castrillon teve o nome confirmado junto com o do tucano Rogério Salles. O empresário petebista terá a missão de dialogar com os setores de comércio e serviços, especialmente na baixada cuiabana – região que representa.

Fonte GD