Mato Grosso, Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
AZUL

Azul reduz voos operados em Alta Floresta após determinação da Anac

Marcia Jordan

29/07/2014 às 08:13

Azul reduz voos operados em Alta Floresta após determinação da Anac

A empresa Azul Linhas Aéreas informa que reduzirá o número de voos operados no Aeroporto Piloto Osvaldo Marques Dias, em Alta Floresta (803 Km ao norte de Cuiabá) após determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que suspendeu parte dos voos de grande porte no local em virtude de irregularidades detectadas em 3 planos essenciais para permitir as decolagens e pousos.

“O fato se deve ao não cumprimento de requisitos para a manutenção do Serviço de Combate a Incêndio por parte da administração do aeroporto. Com isso, a companhia deixará de operar voos diários à cidade mato-grossense e passará a realizar apenas duas frequências semanais – máximo permitido pela Anac nestas circunstâncias”, diz a empresa em comunicado.

Ao Gazeta Digital, a Anac afirmou que as operações do aeroporto não foram totalmente suspensas. Justificou que apenas promoveu uma adequação no número de movimentos do aeroporto, tendo em vista a indisponibilidade do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio. Ou seja, reduziu a quantidade de voos que o aeroporto recebia.

A Azul ressalta que tem total interesse em manter voos diários em Alta Floresta e, sem dúvida, voltaria a ampliar sua presença caso houvesse melhores condições para viabilizar um maior número de pousos e decolagens. “A companhia entende que a manutenção e ampliação de sua malha no Estado depende de melhorias de infraestrutura dos aeroportos, já que as deficiências enfrentadas hoje resultam em aumento nos custos e em restrições operacionais”.

A companhia informou ainda que está estudando dezenas de cidades que poderão receber voos no futuro, além de investir na ampliação de sua frota. Explica que anunciou recentemente a encomenda de 50 aeronaves E195-E2 – a nova geração de jatos da fabricante brasileira (sendo 30 pedidos firmes e 20 opções de compra). “Isso reflete o compromisso com o Brasil e com a aviação regional”, justifica

Fonte GD