Mato Grosso, Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
NICO

Nico vence em casa e Hamilton escala pelotão para ser o 3º. Massa capota

Marcia Jordan

20/07/2014 às 10:25

Nico vence em casa e Hamilton escala pelotão para ser o 3º. Massa capota

Logo na largada, fim de prova para  Massa. O brasileiro se chocou com Kevin Magnussen, da McLaren, ao fazer a primeira curva do circuito de Hockenheim e capotou. Com sua Williams bastante danificada, ele abandonou. Já o jovem dinamarquês, apesar do choque, seguiu na corrida.

Rosberg manteve a ponta, seguido por Bottas. Já Daniel Ricciardo, que largara em quinto, saiu da pista para desviar do acidente de Massa e Magnussen e acabou caindo para 12º. Quem se deu bem foi Vettel e Alonso, que subiram para terceiro e quarto lugares, respectivamente. Começando em 20º, Hamilton ganhou quatro posições na largada e pulou para 16º.

A corrida foi interrompida brevemente para a retirada do carro de Massa. Após a relargada, Nico começou a abrir na ponta. Lá de trás, Hamilton rapidamente engolia o pelotão. Em dez voltas, o britânico já estava colado na RBR de Ricciardo e da Ferrari de Raikkonen. Os três dividiram uma curva, com direito a toque entre o finlandês, que acabou com um pedaço da asa quebrada, e o britânico, que ganhou as duas posições na manobra.
 

“Sanduíche” finlandês

Em seguida, alguns pilotos começaram a fazer suas primeiras visitas aos boxes. Rosberg fez seu pit e retornou na liderança. Com uma estratégia diferente, Hamilton retardou sua parada e já aparecia na segunda posição. Bottas era o terceiro. Logo atrás,  Vettel, Alonso e Raikkonen – único dos três que não havia parado – se engalfinhavam, com direito a sanduíche do finlandês. No meio do grid, Kvyat se chocou com Pérez e rodou.

Com pneus mais novos, Bottas facilmente deixou Hamilton para trás e assumiu a segunda posição. Pelo rádio, a Mercedes falava para seu piloto não se preocupar e manter a estratégia de corrida combinada.

 

Hamilton toca em Button

O britânico, enfim, fez seu pitstop na volta 27 e retornou à pista na oitava posição. Dois giros depois, o britânico deixou Ricciardo para trás e subiu para sétimo. Ao tentar superar Button, porém, precipitou-se, tocou na McLaren e perdeu parte da asa dianteira. Mesmo com o carro danificado, Lewis seguiu escalando o pelotão. Passou o compatriota e, na sequência, desbancou Hulkenberg para assumir a quinta posição.

Após a segunda rodada de pit stops, a classificação era a seguinte: Nico Rosberg liderava a prova com mais de 10s de vantagem sobre Bottas. Em terceiro aparecia Alonso, seguido por Vettel. Sensação da prova, Hamilton fechava o top 5, mesmo com duas paradas nos boxes.

 

STR pega fogo

Na 46ª volta, outro susto, um vazamento de óleo provocou um incêndio na STR de Daniil Kvyat. As labaredas tomaram rapidamente o carro e o jovem russo teve que sair correndo do cockpit. Apesar do incidente, a corrida não precisou ser paralisada, já que Kvyat parou em uma área de escape.

Vettel fez sua terceira parada nos boxes, fazendo Hamilton subir para a quarta colocação. Pouco depois, o britânico superou Alonso e subiu para terceiro, atrás apenas de Rosberg e Bottas.

 

Sauber fica parada no meio da pista

Na volta 50, Adrian Sutil rodou na entrada da reta principal. “Tem alguma coisa errada com o carro”. A Sauber do alemão ficou parada no meio da pista. Lewis correu para os boxes para mais um pitstop na esperança da entrada de um safety car. Mas os fiscais conseguiram retirar a Sauber de Sutil sem a necessidade da entrada do carro de segurança.

Apesar da aposta frustrada, Hamilton ainda aparecia em quarto, a dez segundos do terceiro colocado, Alonso. Sem a entrada do Safety Car, Rosberg continuava liderando com tranquilidade, com quase 20 segundos de vantagem para Bottas.

Com pneus muito desgastados, Alonso precisou fazer sua terceira parada nos boxes, perdendo as posições para Hamilton e Vettel, caindo para quinto. Depois, ainda foi surpreendido por Ricciardo, indo para sexto. Os dois passaram então a protagonizar uma bela disputa pela quinta posição, com o espanhol levando a melhor.

Mais na frente, outra briga roubava a cena: Hamilton tentava dar o bote em Bottas para assumir a segunda posição. Mas o finlandês mostrou uma maturidade impressionante para um piloto de 24 anos, segurando o britânico até a bandeirada. Rosberg passou pela linha de chegada 20 segundos antes, para uma vitória tranquila diante da torcida alemã. Vettel completou em quarto, seguido por Alonso e Ricciardo e cruzaram a linha quase empatados.

Globo