Mato Grosso, Domingo, 11 de Abril de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
AGROPECUÁRIA

Agropecuária puxa alta na geração de empregos em Mato Grosso no mês de junho

Marcia Jordan

18/07/2014 às 10:37

Agropecuária puxa alta na geração de empregos em Mato Grosso no mês de junho

A geração de empregos com carteira assinada em Mato Grosso voltou a ganhar fôlego após sucessivos recuos. Cresceu 0,52% em junho, em relação ao estoque de assalariados do mês anterior, chegando a 3.412 empregos celetistas. O número corresponde ao saldo  obtido pela subtração entre as 40.148 admissões e os 36.736 desligamentos.
 
O setor que mais empregou no mês foi a agropecuária, com 2.567 postos. Grande parte dos trabalhadores foi incorporada ao cultivo de soja (+1.795 vagas). De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a Indústria de Transformação (+437postos) e os Serviços (+269 postos) completaram o ranking das atividades que mais geraram vagas em junho.
 
Dentre os municípios mato-grossenses,  Sorriso liderou a geraçaõ de emprego formal, com 471 vagas celetistas. As quatro primeiras posições do ranking são ocupadas por representantes do agronegócio: Primavera do Leste (+471 postos), Lucas do Rio Verde (+401 postos) e Nova Mutum (+329 postos), de acordo com o Caged.
 
Fora do núcleo rural o melhor desempenho ficou com a capital Cuiabá, quinta do ranking com um saldo de +142 postos.
 
Acumulado
No acumulado de seis meses houve acréscimo de 20.901 postos (+3,25%), de acordo com o Cadastro. Neste período os serviços apresentaram o melhor saldo de empregos, com acréscimo de 6.344 vagas, seguido pela agropecuária (+5.820) e a construção civil (+5,361).

Fonte G1