Mato Grosso, Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
AGROPECUÁRIA

Agropecuária puxa alta na geração de empregos em Mato Grosso no mês de junho

Marcia Jordan

18/07/2014 às 10:37

Agropecuária puxa alta na geração de empregos em Mato Grosso no mês de junho

A geração de empregos com carteira assinada em Mato Grosso voltou a ganhar fôlego após sucessivos recuos. Cresceu 0,52% em junho, em relação ao estoque de assalariados do mês anterior, chegando a 3.412 empregos celetistas. O número corresponde ao saldo  obtido pela subtração entre as 40.148 admissões e os 36.736 desligamentos.
 
O setor que mais empregou no mês foi a agropecuária, com 2.567 postos. Grande parte dos trabalhadores foi incorporada ao cultivo de soja (+1.795 vagas). De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a Indústria de Transformação (+437postos) e os Serviços (+269 postos) completaram o ranking das atividades que mais geraram vagas em junho.
 
Dentre os municípios mato-grossenses,  Sorriso liderou a geraçaõ de emprego formal, com 471 vagas celetistas. As quatro primeiras posições do ranking são ocupadas por representantes do agronegócio: Primavera do Leste (+471 postos), Lucas do Rio Verde (+401 postos) e Nova Mutum (+329 postos), de acordo com o Caged.
 
Fora do núcleo rural o melhor desempenho ficou com a capital Cuiabá, quinta do ranking com um saldo de +142 postos.
 
Acumulado
No acumulado de seis meses houve acréscimo de 20.901 postos (+3,25%), de acordo com o Cadastro. Neste período os serviços apresentaram o melhor saldo de empregos, com acréscimo de 6.344 vagas, seguido pela agropecuária (+5.820) e a construção civil (+5,361).

Fonte G1