Mato Grosso, Domingo, 17 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
VEREADORES

Vereadores autorizam convênio para a contratação de reeducandos da cadeia pública

Marcia Jordan

16/07/2014 às 07:35

Vereadores autorizam convênio para a contratação de reeducandos da cadeia pública

Um novo projeto desenvolvido pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde garantirá trabalho e uma nova oportunidade de vida aos reeducandos da cadeia pública do município. 

Na última sexta-feira (11), os vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 68/14, que autoriza o Poder Executivo a firmar convênio com a Fundação Nova Chance (Funac).

A entidade será responsável pela contratação dos detentos para trabalhar na fabricação de artefatos de cimento. O Complexo Industrial Vida Nova, onde serão fabricados blocos, pavers, tubos e meio-fios, será inaugurado na próxima sexta-feira (18), às 10h.

De acordo com o vereador Pedro de Góis (PPS), a princípio serão contratados 30 reeducandos, mas a estrutura do complexo tem capacidade para atender até 100 homens, escolhidos pelo Poder Judiciário, de acordo com o comportamento.

“É uma nova oportunidade de vida que o poder público está garantindo aos reeducandos. O trabalho é a única forma de quebrar esse ciclo de criminalidade, no qual depois de solto, o detento sempre volta a cometer os mesmos crimes.”

O complexo está localizado ao lado da cadeia pública. Ao todo são três barracões , que juntos somam mais de 1.200 metros quadrados. Uma das estruturas já vem sendo utilizada pela Andraski e Fontana Ltda, na fabricação de blocos.

A empresa é conveniada a Funac e responsável pela contratação de 15 homens. Cada detento trabalha 40 horas por semana e recebe um salário mínimo por mês. O valor é depositado em uma conta bancária aberta em nome do preso. 

Para o vereador Gilson Baitaca (PMDB), além de garantir ao poder público e a sociedade a compra de produtos de qualidade e a preços acessíveis, o projeto garante ao detento a possibilidade de trabalhar e reduzir a pena. 

“A cada três dias de trabalho, significa um a menos na prisão. É uma nova oportunidade que se abre para essas pessoas e se elas agarrarem essa chance, nós vamos conseguir diminuir a criminalidade.”

 

 

Fonte Redação com Assessoria