Mato Grosso, Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SUSPEITO

Suspeito de matar homem a facadas se apresenta a polícia em Alta Floresta

Marcia Jordan

09/07/2014 às 19:59

Suspeito de matar homem a facadas se apresenta a polícia em Alta Floresta

David Souza da Silva, 32 anos, se apresentou nesta quarta-feira, 09, na Delegacia de Polícia Judiciaria Civil em Alta Floresta. Ele é suspeito de ter tirado a vida de Luan de Oliveira Teodoro, 22 anos. O crime aconteceu na tarde de sexta-feira passada, em uma área de invasão onde funcionava a sede da antiga empresa de ônibus Satélite. Luan foi morto a golpes de facas. Após o crime, David fugiu. Na noite do mesmo dia, a casa onde ele morava com a mulher e filhos, acabou sendo incendiada.

Em depoimento, David disse que a discussão com Luan não tinha nada haver com a comercialização de terrenos no local e sim por causa outra situação, envolvendo apreensão de armas na área.

Segundo ele, Luan lhe acusava de ter repassado informações a polícia sobre as armas apreendidas no local. As armas apreendidas recentemente pertenciam a Luan. “Foram várias discussões”, disse David, afirmando que não tinha dito nada a polícia sobre qualquer situação envolvendo Luan.

David disse que vinha sendo ameaçado por Luan e que no dia do crime teria indo a casa dele para conversar, mas Luan estava armado e fez novas ameaças, na ocasião tentando se defender, acabou desferido os golpes contra a vítima. “Cometi o crime porque estava me defendendo”, disse em entrevista a TV Nativa.

Questionado sobre a fuga, David disse que seu irmão não estava no local, mas apareceu logo depois de ter recebido uma ligação de pessoas ligadas a Luan. “Falaram a ele que iam me matar, por isso meu irmão foi lá me ajudar a sair de lá. Eu não matei por matar, matei porque estava me defendendo”, disse.

David disse que não tem medo de morrer. Ele afirmou que sabe que cometeu um crime e que agora é a justiça que vai direcionar seu futuro. David já tem outras passagens pela polícia, inclusive por tentativa de homicídio ocorrida há alguns anos.

Florestanet