Mato Grosso, Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
JOSÉ

José Riva tem candidatura homologada

Marcia Jordan

01/07/2014 às 07:36

José Riva tem candidatura homologada

Em um ato grandioso, o deputado estadual José Riva (PSD) homologou sua candidatura ao governo do Estado nesta segunda-feira (30), durante convenção partidária do PSD.

Apesar disso, seu lançamento ao comando do Palácio Paiaguás ainda não é uma garantia. A ata do PSD deve permanecer aberta até o próximo dia 5, quando encerra o prazo para o registro de candidaturas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“Tudo é uma construção. Hoje nós estamos próximos aos 100%, mas nada é irrevogável e imutável. Agora, eu diria que minha candidatura é praticamente é irreversível, mas ainda temos coisas a deliberar. As chapas não estão fechadas”, ponderou.

O social-democrata ainda estaria em busca de apoio para disputar o comando do governo do Estado. Uma das possibilidades avaliadas é o PMDB, que se mostrou descontente com o fato de algumas lideranças da base governista terem vetado o nome da deputada estadual Teté Bezerra para o cargo de vice-governadora na chapa encabeçada por Lúdio Cabral (PT).

Após a convenção, Riva se reuniu com o governador Silval Barbosa e com o presidente regional do PMDB, o deputado federal Carlos Bezerra, para tratarem do assunto.

A base governista, por sua vez, ainda tem esperanças de que Riva volte atrás e se uma novamente ao bloco. O social-democrata, entretanto, continua em busca de apoio a seu projeto.

“Não sei, de fato, se o PMDB quer vir, mas tenho conversado com algumas lideranças de lá. A ata seguirá aberta e, até o dia cinco, vamos estar de braços abertos para receber o apoio de quem acreditar no nosso projeto”, afirmou.

Quanto aos candidatos a vice e ao Senado de sua possível chapa própria, Riva disse que também ainda não tem nada definido.

De acordo com ele, o partido analisa três possibilidades para a vaga de vice-governador, mas ele preferiu não adiantar os nomes.

Já a vaga ao Senado, o deputado diz que será discutida apenas depois que seu eventual arco de alianças estiver fechado. O presidente licenciado da Famato, Rui Prado (PSD), é um dos mais cotados.

“A vice nós temos três pretendentes, mas não queremos queimar nenhum, por isso, não vamos divulgar. São nomes fortes, de Cuiabá, empresários e pessoas ligadas ao agronegócio”, se limitou a dizer.

Riva já possui o apoio de oito legendas. Entre elas estão o Solidariedade e PPL. A principal dúvida dos aliados, todavia, é quanto a elegibilidade do social-democrata.

O deputado foi condenado pelo Tribunal de Justiça em maio do ano passado por improbidade administrativa. Por se tratar de uma decisão colegiada, ele poderia ser enquadrado na lei da Ficha Limpa.

A tese, entretanto, é contestada por Riva. “Fiz uma consulta ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e também a vários juristas, que me disseram que eu sou elegível”, garantiu.

Desde o ano passado, o social-democrata vinha falando em aposentadoria da política, conforme os rumores, por não ter mais garantias de que não seria barrado em uma outra eleição. 

 

 

Fonte DC