Mato Grosso, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
DUPLA

Dupla de secretários ameaça deixar a Segurança Pública de MT

Marcia Jordan

22/12/2015 às 09:00

Dupla de secretários ameaça deixar a Segurança Pública de MT

8cded4001e4421f7854be26c68ea75b5O ano de 2016 deve começar com mudanças na Segurança Pública de Mato Grosso. O secretário da pasta, Mauro Zaque de Jesus, anunciou, na última sexta-feira, ao governador Pedro Taques (PSDB) sua intenção de deixar a pasta. O adjunto, Fábio Galindo, também teria colocado o cargo a disposição.

O motivo para a saída dos dois “homens fortes” da Segurança Pública é a falta de sintonia com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Zaqueu Barbosa. O desentendimento é tão grande que Zaque e Galindo só aceitam continuar na pasta caso o coronel deixe o comando da Polícia Militar.

Zaqueu Barbosa estaria insatisfeito com o tratamento “diferenciado” que a secretaria tem dispensado a Polícia Civil. As informações são de que o “ciúme” pode provocar a um racha entre as instituições, que deveriam trabalhar em conjunto no combate a violência no Estado.

A condicionante para ambos continuarem a frente da pasta ainda não foi aceita pelo governador Pedro Taques e pelo secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques. “Eles estariam reticente em mudar o comando da PM. Mas também não querem a saída dos secretários”, disse uma fonte no Palácio Paiaguás.

O Governo não confirma, mas também não desmente a informação. “O objetivo é buscar um consenso para manter. O governador está satisfeito com as mudanças realizadas no início da gestão que possibilitaram uma redução na criminalidade”, frisou a fonte.

Uma das opções do Governo é convencer Fábio Galindo a permanecer e assumir a pasta. “Ele e o Mauro Zaque tem uma sintonia boa e sua permanência garante a continuidade das ações implantadas neste primeiro ano de gestão”, destacou.

Caso seja confirmada a saída, a alegação de Zaque será de que o trabalho no combate a violência foi iniciado e o Estado irá colher os frutos já num futuro próximo. “Ele também tem a intenção de retornar ao Ministério Público, onde atua no combate a corrupção em Mato Grosso”, completou a fonte.
 

Fonte Folhamax