Mato Grosso, Terça-Feira, 22 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ROTA

Rota do Oeste espera fluxo até 30% maior nos horários de pico

Marcia Jordan

23/12/2015 às 08:21

Rota do Oeste espera fluxo até 30% maior nos horários de pico

630_2500_1_37722_10849_88034Para atender a demanda, a Concessionária Rota do Oeste reposicionou alguns recursos do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU) para disponibilizar mais viaturas nos pontos de fluxo mais intenso e assim reduzir o tempo de atendimento. Nas praças de pedágio, a Concessionária utilizará o serviço de papa-filas a fim de agilizar o pagamento nas cabines manuais.

Os usuários da BR-163, no trecho compreendido entre a divisa de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul e Sinop, contam com 73 viaturas entre guinchos leves e pesados, ambulâncias, sendo cinco do tipo UTI e veículos de resgate e para inspeção 24 horas na rodovia, além do Centro de Controle Operacional (CCO) que monitora e administra todos os recursos disponíveis. Eles podem ser acionados pelo telefone gratuito 0800 065 0163.

Nas praças de pedágio, são 10 cabines de atendimento, sendo duas delas de passagem automática, para quem tem o serviço de pagamento eletrônico. Algumas cabines são reversíveis, para o caso do fluxo em um dos sentidos ser muito maior do que o sentido oposto. Assim, é possível rapidamente inverter o sentido da cobrança com segurança.

Segurança em primeiro lugar

Apesar de todo aparato disponível aos usuários, o responsável pelas Operações da Rota do Oeste, Fernando Milléo, explica que todo cuidado no trânsito é pouco e que grande parte dos acidentes são frutos de falhas humanas ou atitudes imprudentes. “Estamos todos suscetíveis aos erros e temos que trabalhar também com a possibilidade do erro do outro. Por isso, é indispensável prestar muita atenção, respeitar os limites de velocidade e não dirigir cansado”.

Este ano, o número de mortes na rodovia caiu 6% na BR-163 em Mato Grosso, no comparativo dos meses de janeiro a novembro com o mesmo período de 2014. Apesar da redução, muitas pessoas ainda perdem a vida nas estradas. De acordo com a PRF, em 2014 foram 8.230 mortes nas rodovias federais do país.

Para ajudar a reduzir este número, a PRF lançou na última sexta-feira (18) a Operação Rodovida que será realizada durante todo o período de festas, férias escolares e só encerra depois do carnaval. Em Mato Grosso, a operação ainda contará com um helicóptero, doado recentemente para a superintendência regional da PRF.

Restrição

Para reduzir o impacto nas estradas, a Polícia Rodoviária Federal proíbe o tráfego de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET) nos dias 24 e 31 de dezembro e no dia 03 de janeiro de 2016, entre 14h e 22h. Estão inclusos neste grupo carretas bitrem e cegonhas.

 

 

 

 

 

 

Fonte Assessoria