Mato Grosso, Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
FÁVARO

Fávaro é escolhido com vice de Pedro Taques pela oposição

Marcia Jordan

27/06/2014 às 18:25

Fávaro é escolhido com vice de Pedro Taques pela oposição

O ex-presidente da Aprosoja, Cárlos Fávaro (PP), foi confirmado nesta sexta-feira (27) como candidato a vice-governador ao lado de Pedro Taques (PDT) pelo bloco de oposição. Durante a convenção do PP que homologou a escolha, ele comemorou a vitória ao lado das lidenças da sigla e garantiu que os demais partidos aceitaram seu nome, inclusive o PSB do prefeito de Cuiabá Mauro Mendes que vinha colocando objeções quanto ao nome do produtor rural. Fávaro pontuou que o setor do agronegócio não terá privilégios dentro da coligação e veio somar forças ao projeto do pedetista.

Ele comemou a escolha e disse que encara o desafio com bastante responsabilidade, com orgulho e com todo o respeito à sociedade mato-grossense. “Vou honrar esse compromisso e me dedicar intensamente para que tenhamos um Mato Grosso muito melhor”, disse Fávaro que vai ajudar a coordenar a campanha de Taques, principalmente nos municípios onde o agronegócio predomina. “Vou ser um soldado e o que ele me pedir vou fazer com dedicação e bastante carinho. Ninguém tem privilégios. O privilégio é todos serem bem tratados e contemplados da melhor maneira possível”, destacou.

Enquanto representante do setor produtivo, Fávaro disse que pretende colaborar e seguir a orientação do senador Pedro Taques em toda a majoritária e dar prioridade nas proporcionais, aos deputados estaduais e federais porque segundo ele, é isso que vai dar sustentabilidade a um bom governo. “Então a prioridade será essa, vamos seguir a orientação, vamos ser soldado nessa batalha”.

Mesmo escolhido e já homologado para a vaga de vice que foi bastante disputada, inclusive por seu correligionário, o megaprodutor de soja, Eraí Maggi, Fávaro garante que não fez nenhuma exigência quando abriu mão da presidência da Aprosoja para somar forças ao projeto de Pedro Taques. Afirmou que por enquanto não tem nenhuma proposta específica para o setor do produtivo. “Nós queremos um Mato Grosso melhor para todos e não só para o Agronegócio. Queremos trazer dedicação, respeito ao dinheiro público e respeito aos que mais precisam”.

Em sua fala, Fávaro ressaltou que Mato Grosso não pode viver de um setor só que é pujante, forte e prospera. É preciso, segundo ele, que compartilhar as oportunidades com todas as pessoas. “Assim como os municípios de Lucas do Rio Verde, Campo Verde, Sinop, Primavera do Leste que têm os melhores IDH (Indice de Desenvolvimento Humano) de Mato Grosso e até do Brasil, tem que também transformar para aqueles municípios que precisam de oportunidade. É isso que o agronegócio vai oferecer e é isso que o Pedro Taques vai fazer também”, destacou.

Articulações internas

Durante as conversações nos últimos meses, nem todos os partidos que já estavam “fechados” com a oposição saíram satisfeitos com os nomes escolhidos. O melhor exemplo é o PTB com a ex-senadora Serys Marly Slhessarenko, que não esconde a insatisfação por ter sido preterida na escolha do candidato ao senado, cujo nome da coligação é o atual senador Jayme Campos (DEM) que vai tentar a reeleição. Outra surpresa, foi a decisão de última hora do presidente do Solidariedade (SD), Adalto de Freitas, de apoiar o deputado José Riva (PSD) em uma possível terceira via.

Apesar disso, Fávaro pontou que assim como todo processo político, foi um amplo debate de alto nível e por isso está feliz por ter sido o escolhido. Em relação a situação de Serys, ele disse está acompanhando as conversas e negociações e garantiu que ela não foi descartada da coligação. “Há todo o espaço pra ela. A possibolidade de ser deputada federal é clara e garantida, um espaço legítimo pra ela. Os presidentes dos partidos da coligação vão acomodar da melhor forma possível os aliados”.

Ele também comentou a saída do Solidariedade (SDD) de última hora e disse que são coisas da política. “Infelizmente, não perder nenhum companheiro porque esse é um grande arco de alianças, mas isso acontece de última hora. Destacou porém, que nada está perdido. “Acredito sempre na esperança de manter bons companheiros”.

Fonte GD