Mato Grosso, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
CENTRO

Centro Oeste é o campeão em dengue antes do verão e 2015, Sinop lidera em Mato Grosso

Marcia Jordan

05/01/2016 às 10:22

Centro Oeste é o campeão em dengue antes do verão e 2015, Sinop lidera em Mato Grosso

dengue-focosApós registrar queda significativa em agosto, o número de casos de dengue voltou a subir. O aumento foi identificado em todas as regiões do País e aponta também para o crescimento da população de Aedes aegypti em todo o território nacional — um indicativo de que os riscos para as outras doenças transmitidas pelo vetor, zika e chikungunya, também são altos. Até a primeira semana de dezembro, haviam sido notificadas 1.587.080 infecções por dengue, 123.304 a mais do que o verificado até a última semana de setembro.

“Todos os anos, o País registra aumento de casos no período das chuvas, no verão. Mas, em 2015, o fenômeno aconteceu de forma antecipada”, afirma João Bosco Siqueira Júnior, professor do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Goiás (UFG). A tendência de elevação acontece a partir de dezembro e janeiro. Em 2015, o aumento começou em outubro e novembro.

Segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, o maior avanço da epidemia foi registrado no Centro-Oeste, onde a incidência dobrou entre outubro e novembro e saltou de 21 para 45 casos por 100 mil habitantes. No Sudeste, o comportamento foi semelhante: passou de 10,7 para 19,2 por 100 mil habitantes. No Nordeste, o aumento foi menos expressivo, de 18,6 para 23,8, mas a marca põe a região na segunda posição de incidência de dengue.

As mortes também não deram trégua. Mais cem casos foram contabilizados entre a última semana de setembro e a primeira de dezembro. Pelos dados reunidos até agora, 2015 teve pelo menos 839 óbitos provocados pela doença, o maior número registrado na história desde que o vírus, transmitido pelo Aedes aegypti, voltou ao País, em 1982. Em 2013, que apresenta a segunda maior marca, foram 674 mortes.

Mato Grosso

O número de casos de dengue em Mato Grosso este ano já se aproxima de 30 mil, segundo dados do Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika, divulgado pela área de Vigilância em Saúde, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES). De janeiro a dezembro de 2015 foram registrados 28.457 casos, o que representa um aumento de 143,78% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o número de notificações foi de 11.673. Ao todo, seis óbitos por causa da doença foram confirmados no estado.

Sinop a Capital da Dengue

Entre os municípios que apresentaram maior número de notificações por dengue, Sinop aparece em primeiro lugar com 3.768 casos, o que representa um acréscimo de 21,9% em relação ao ano anterior. Outros quatro municípios também chamam atenção pelo aumento significante: Cuiabá passou de 1.530 casos, em 2014, para 3.140, em 2015, o que representa uma elevação de 105,2%. Já Várzea Grande passou de 502 para 2.185, um aumento de 329,2%. Em Rondonópolis, os casos aumentaram 195%, sendo 683 em 2014 e 2.015 este ano. Em Santa Rita do Trivelato, dois casos foram registrados em 2014 e 102 até o momento, o que representa 4.609% de acréscimo no número de casos.

Da redação com R7