Mato Grosso, Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
DEPUTADA

Deputada confirma filiação ao PMDB; partido será a maior bancada da AL

Marcia Jordan

09/01/2016 às 10:46

Deputada confirma filiação ao PMDB; partido será a maior bancada da AL

EG_oxr3xqztq6nv1jg7acan4wkkdrobx5fpthyoqwsoj3poffokApós receber diversos convites oficiais desde que confirmou sua saída do PSD, a deputada estadual Janaína Riva afirmou que está prestes a assinar ficha de filiação ao PMDB. A revelação foi feita nesta sexta-feira (8) durante entrevista ao jornal do Meio Dia exibido pela TV Record.

A parlamentar foi eleita para seu primeiro mandato de deputada estadual nas eleições de 2014 após receber 48.171 votos. Na ocasião, concorreu pelo PSD, partido fundado nacionalmente em 2011 pelo atual ministro das Cidades Gilberto Kassab.

A legenda ganhou força em Mato Grosso numa articulação liderada pelo ex-deputado estadual José Riva, que naquele época saiu do PP. No entanto, houve mudanças no cenário político de Mato Grosso, o que levou o vice-governador Carlos Fávaro deixar o PP, partido pelo qual foi eleito, para assinar ficha de filiação ao PSD. “Devo migrar para o PMDB. É um partido de muita força nacional, com forte influência no governo federal e amplia as formas que posso contribuir com Mato Grosso”.

O PMDB está próximo de tornar-se a principal legenda de Mato Grosso em número de prefeitos, vereadores e deputados estaduais. Isso porque o senador Blairo Maggi vai deixar o PR e ingressar no partido.

Os deputados estaduais Wagner Ramos e Emanuel Pinheiro estão dispostos a acompanhá-los, o que fará do PMDB ser a maior bancada na Assembleia com seis parlamentares. Nos bastidores, a deputada Janaína Riva foi convidada a ingressar no Partido da República (PR).

O partido trabalha a candidatura ao governo do Estado do senador Welington Fagundes nas eleições de 2018 e busca construir uma postura mais independente da gestão do governador Pedro Taques (PSDB). No entanto, a parlamentar está convencida de que o melhor caminho é o PMDB. “Vou ter força de representatividade no PMDB e continuar na oposição com minha postura de independência em relação à gestão do governo estadual”, disse.

Mesmo com a força política do PMDB em ascensão, o governador Pedro Taques (PSDB) disse que não vai oferecer cargos de primeiro escalão ao partido para colher apoio político na Assembleia Legislativa. Isso porque alega que seria uma incoerência se aliar ao PMDB após ser eleito como oposicionista ao ex-governador Silval Barbosa, última gestão peemedebista em Mato Grosso.

 

 

Fonte Folhamax