Mato Grosso, Quinta-Feira, 24 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
APÓS

Após ameaça de greve, BRF reabre negociação com trabalhadores de Lucas do Rio Verde

Marcia Jordan

13/01/2016 às 10:40

Após ameaça de greve, BRF reabre negociação com trabalhadores de Lucas do Rio Verde

brf-lucas-do-rio-verde-foto-william-barbosa-prefeitura-de-lucas-do-rio-verde(1)A BRF reabriu negociação com seus cerca de 4,5 mil trabalhadores de Lucas do Rio Verde que encontram-se em estado de greve desde o dia 13 de dezembro. Uma reunião entre a direção da multinacional e representantes dos trabalhadores está prevista para quinta-feira, 14 de janeiro, em Curitiba (PR).

Os cerca de 4,5 mil trabalhadores da BRF em Lucas do Rio Verde entraram em estado de greve no dia 13 de dezembro, diante a dificuldade enfrentada no avanço do reajuste salarial. Entre os pontos de reivindicação da categoria está à reposição imediata da inflação e o aumento real do salário, de aproximadamente 13% o total.

A reabertura das negociações, com uma reunião agendada para às 14h30 nessa quinta-feira, em Curitiba, foi divulgada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins), que está auxiliando os trabalhadores da unidade frigorífica em Mato Grosso.

Conforme a CNTA Afins, a mobilização dos trabalhadores da BRF iniciou em outubro de 2015 e ganhou apoio da União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (UITA), representante de 412 organizações filiadas em 130 países.

Durante Convenção Coletiva de Trabalho, segundo a CNTA Afins, a BRF teria proposto 5% de reposição salarial, aumento de R$ 20 no vale-alimentação e mais R$ 25 de bônus no vale-alimentação entre janeiro e outubro de 2016, bem como bônus anual de R$ 343 (prêmio de excelência, já recebido).

Tal proposta apresentada pela multinacional foi rejeitada pelos trabalhadores de sua unidade em Lucas do Rio Verde.

Ainda de acordo com a CNTA, os sindicatos da categoria profissional do setor de alimentação do Paraná, com 15 mil trabalhadores, também enfrentam dificuldades em negociar com a empresa. Os município paranaenses de Dois Vizinhos, Ponta Grossa, Francisco Beltrão, Toledo, Paranaguá e Carambéi reivindicam o reajuste de 11,83% mais R$ 240,00 de ticket alimentação, contra 8% de reajuste e R$ 200,00 de ticket alimentação propostos pela BRF no dia 5 de janeiro.

A BRF conta hoje no Brasil com mais de 96 mil trabalhadores distribuídos em 35 unidades industriais, além de nove indústrias no exterior.

Confira as reivindicações dos trabalhadores de Lucas do Rio Verde:

– auxilio creche: que ao invés de se cobrar 15% do piso da categoria, o valor seja cobrado sobre o salário base de cada funcionária, com vigência de 18 meses.

– vale-alimentação: aumento de R$ 200,00 para R$ 250,00

– hora extra: pagamento da hora trabalhada mais 50% (de segunda a sábado) e de 70% acima dessa hora. Já para domingos e feriados, os trabalhadores reivindicam o aumento de 100% para 120%.

 

 

 

Fonte OlharDireto