Mato Grosso, Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
FERRARIN

Ferrarin decide não concorrer a vice de Lúdio Cabral

Marcia Jordan

27/06/2014 às 08:07

Ferrarin decide não concorrer a vice de Lúdio Cabral

O empresário Rogério Ferrarin (PMDB) comunicou ontem à direção do partido que não vai aceitar o convite para ser candidato a vice-governador na chapa encabeçada pelo ex-vereador Lúdio Cabral (PT). 

A decisão do peemedebista representa mais um percalço da situação na tentativa de construir uma chapa forte para enfrentar o senador Pedro Taques (PDT). 

A reportagem ligou diversas vezes para o empresário na noite de ontem. Apenas em uma delas o telefonema foi atendido, pelo seu irmão, André Ferrarin. Ele disse que Rogério estava em reunião e que retornaria a ligação, o que não aconteceu . Principal liderança do PMDB, o deputado federal Carlos Bezerra também não foi encontrado pela reportagem. 

Lúdio Cabral, no entanto, disse que até às 20 horas de ontem não havia sido informado oficialmente sobre qualquer posicionamento. 

“Fizemos um convite e estamos esperando uma resposta. Ele ficou de discutir com a família e os sócios”, disse Lúdio. “Hoje [ontem] ele esteve em Cuiabá, se reuniu com o PMDB, conversou comigo e voltou para Lucas para tomar a decisão”. 

Uma das principais críticas feitas à base nos últimos dias foi exatamente a indefinição de se escolher um candidato ao governo. A tese é de que quanto mais tempo perdido, mais difícil será reverter a grande vantagem do senador pedetista. 

Depois de meses à espera do senador Blairo Maggi (PR), que oficializou a desistência de participar desta eleição, os partidos que apoiam o governo Silval Barbosa (PMDB) passaram a correr contra o tempo. A disputa, então, se resumiu a Lúdio e ao ex-juiz Julier Sebastião da Silva. Após algumas semanas de indefinição, a base optou pelo petista. 

Ferrarin tem base eleitoral em Lucas do Rio Verde, onde disputou a eleição para prefeito em 2012. Na ocasião, ele recebeu 11.310 votos, o que corresponde a 45,43% do total, e perdeu para Otaviano Pivetta (PDT), que teve 13.587 (54,57%).

Fonte DC