Mato Grosso, Quarta-Feira, 23 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MATO

Mato Grosso busca R$ 10 mi para atender 400 agricultores familiares

Marcia Jordan

15/01/2016 às 13:15

Mato Grosso busca R$ 10 mi para atender 400 agricultores familiares

SEAF-Rafaella-Zanol-GcomMTA partir da próxima segunda-feira, 18 de janeiro, um grupo de trabalho dará início à finalização de projeto com ações para a agricultura familiar em Mato Grosso. O Governo do Estado busca captar R$ 10 milhões para fomentar a atividade em 2016. Deverão ser beneficiados cerca de 400 famílias de pequenos produtores. Os recursos serão adquiridos pelo MT Fomento.

O assunto foi debatido pelo governador Pedro Taques durante reunião com os presidentes da MT Fomento, Mário Milton, da Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso (Ceasa-MT), Daniel Brolese, da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Layr Mota, e com o secretário Agricultura Familiar e Regularização Fundiária (Seaf), Suelme Evangelista.

A previsão é que o pacote de ações concretas seja apresentado no início de fevereiro.

O secretário da Seaf, Suelme Evangelista, destaca que a Secretaria recebeu um incremento de R$ 12 milhões em 2016 para desenvolver os trabalhos.

Deverão ser atendidas pelo pacote de ações em torno de 400 famílias com regularização fundiária, além de condições para trabalhar e facilidade na obtenção de crédito.

O MT Fomento será o responsável pela captação dos R$ 10 milhões para apoiar a agricultura familiar de Mato Grosso. De acordo com o presidente do MT Fomento, a instituição detém parte deste recurso, bem como linhas de crédito específico para a atividade.

O presidente do MT Fomento destacou ainda, durante a reunião com o governador Pedro Taques, já ter solicitado elevação de limite de crédito junto ao Banco do Brasil, bem como tem procurado outras parcerias para atender aos agricultores familiares.

A Empaer, conforme o presidente Layr Mota, ficará responsável por elaborar os projetos de captação de recursos junto às instituições financeiras, além de dar assistência técnica aos agricultores familiares.

Um fator que tende a impulsionar a atividade em Mato Grosso é a chegada do Ceasa e as novas políticas públicas que serão criadas. Para o presidente do Ceasa Daniel Brolese “Nunca houve uma oportunidade para a agricultura familiar como terá agora”.

 

 

Fonte:olhar direto