Mato Grosso, Segunda-Feira, 14 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
JUSTIÇA

Justiça bloqueia R$ 140 milhões de 19 "barões" em Mato Grosso

Marcia Jordan

28/01/2016 às 08:18

Justiça bloqueia R$ 140 milhões de 19 "barões" em Mato Grosso

63405129a0758a449839f160d69c3b57A Justiça Federal já bloqueou R$ 139,6 milhões de 19 pessoas indiciadas na Operação Ararath, que investiga crimes de lavagem de dinheiro e contra o sistema financeiro em Mato Grosso. Os bloqueios de dinheiro, imóveis e outros bens foram feitos a pedido do Ministério Público Federal (MPF) e são resultantes de 21 inquéritos policiais ainda em andamento.

Onze ações penais tramitam na 5ª Vara Federal em Mato Grosso. Numa das ações, os ex-secretários de Estado Éder Moraes e Vivaldo Lopes aparecem como corréus.

De ambos foram bloqueados R$ 520 mil. Em outra ação, que investiga Éder, sua esposa Laura Tereza Dias e o ex-gerente do BicBanco, Luiz Cuzziol, foram bloqueados R$ 16,7 milhões. Na ação que investiga Janete Gomes Riva, Avilmar de Araújo Costa, Altevir Pierozan Magalhães, Guilherme Lomba e Altair Baggio, foram bloqueados R$ 4,8 milhões.

Na ação penal que investiga Éder de Moraes e Rodolfo Aurélio Borges de Campos já foram bloqueados R$ 61 milhões, o maior valor “recuperado” pela Justiça até aqui. Na ação que tem Kleber Tocantins Matos, Alex Tocantins Matos e Éder de Moraes como investigados, o bloqueio já está em R$ 5,2 milhões.

Em duas ações, Éder Moraes aparece sozinho como réu. Somando-se os dois bloqueios, o ex-secretário está impedido de utilizar R$ 20,7 milhões. Por fim, a Justiça Federal bloqueou outros R$ 1,6 milhão em ação que tem Kleber Tocantins, Alex Tocantins Matos, Edson Ribeiro de Miranda, José Gonçalo de Miranda e Carlos Roberto Ribeiro de Miranda (assessor do deputado federal Carlos Bezerra, do PMDB) como réus.

 

 

 

Fonte Folhamax