Mato Grosso, Terça-Feira, 22 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
PSDB

PSDB cobra definição de Mauro Mendes

Marcia Jordan

28/01/2016 às 08:29

PSDB cobra definição de Mauro Mendes

d5a87ad3e33e9ba25d098cced8afc8bdA indefinição ou mesmo independência do prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), em não assumir uma eventual candidatura à reeleição levou o PSDB a manter seu projeto original em disputar as eleições na capital de Mato Grosso, capitaneado pela condição de ter o maior eleitor da atualidade, o governador Pedro Taques (PSDB).

Neste ano estarão em disputa 141 prefeituras municipais, 141 vice e 1.394 cargos de vereador e todos os tucanos sabem que as eleições gerais de 2018, quando estarão em disputa a vaga de presidente da República, 27 governador de Estado, 54 de senador, 513 de deputado federal e 1.264 de deputado estadual, ganham contornos diferentes diante dos resultados obtidos nas urnas neste ano.

“Estivemos num jantar discutindo a sucessão municipal e o prefeito Mauro Mendes foi posicionado de que o PSDB tem bons nomes para disputar as eleições em Cuiabá, como o empresário Marcelo Maluf, o ex-prefeito e deputado estadual Wilson Santos, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf, o secretário de Estado de Educação e ex-vereador Perminio Pinto e o empresário João Dorileo Leal, mas também não fecha as portas para um eventual entendimento que seja bom para a capital de Mato Grosso”, disse Nilson Leitão.

Ele ressaltou que a indefinição do prefeito Mauro Mendes é natural, mas isto estimula ainda mais o PSDB em trabalhar a definição de um nome de consenso que possa disputar as eleições e demonstrar o tamanho e a força do PSDB. “Partido não pode temer as eleições e o resultado das urnas, e sempre que o mesmo for adverso tem que procurar as respostas, pois eleição é coisa de momento em que o eleitor vê e entende aquelas que são as melhores propostas para ele. ‘

Portanto, um partido do tamanho do PSDB e que tem o maior líder político da atualidade em Mato Grosso, o governador Pedro Taques, não pode deixar de estar presente nas eleições e na medida do possível disputando ou formalizando alianças”, frisou o presidente do PSDB, Nilson Leitão.

Para ele, esta será a mesma posição em todos os 141 municípios, lembrando que cada um tem sua realidade distinta, o que poderá promover coligações diversas da que hoje dão sustentação política para o governo do Estado, mas que os diretórios municipais conhecem melhor a realidade de cada uma das cidades em que estarão em disputas as vagas de prefeito, vice e vereador.

 

 

 

Fonte Folhamax