Mato Grosso, Quinta-Feira, 29 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
OPERAÇÃO

Operação prende 25 e fecha garimpo ilegal em Alta Floresta

Marcia Jordan

28/01/2016 às 19:12

Operação prende 25 e fecha garimpo ilegal em Alta Floresta

9d7e847defc4a3681ae148f4e7818b2aVinte e cinco mandados judiciais foram cumpridos no município de Alta Floresta (803 km ao Norte), na manhã desta quinta-feira (28.01), na operação da Segurança Púbica “Carga Máxima”, para redução da criminalidade em todo o Estado de Mato Grosso.

Nove pessoas foram presas na ação realizada pelas forças de segurança pública da cidade. Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar, Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e Guarda Municipal.

Foram cumpridos vinte mandados de busca e apreensão domiciliar e cinco mandados de prisão. O resultado foi na apreensão de 9 armas de fogo, na recuperação de 10 veículos proveniente de crime, e na localização de aproximadamente 300 gramas de pasta base de cocaína.

Os cinco procurados pela Justiça estavam com mandados de prisão expedidos e são suspeitos de crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, furto qualificado e homicídio. Todos foram localizados e presos.
Em outras diligências, um caminhão que transportava indevidamente cerca de 50 metros cubos de madeira. O caminhão foi abordado pelas equipes na estrada da MT 208. Após constatação, a carga ilegal de madeira foi apreendida.

Quatro motocicletas com registro de roubo, e uma motocicleta com registro de furto, que também foram recuperadas.

Ainda na operação “Carga Máxima” os policiais civis e militares em conjunto com a Secretária do Meio Ambiente (SEMA), localizaram um garimpo funcionando clandestinamente na zona rural, próximo a divisa com o município de Paranaíta . O local foi fechado e lá apreendido um maquinário e um caminhão prancha.
Participaram da ação os policiais civis de Alta Floresta, Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, Nova Monte Verde, Paranaíta, e Colíder, juntamente com a Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria do Meio Ambiente de Alta Floresta.

 

 

Fonte Folhamax