Mato Grosso, Domingo, 26 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
GOVERNADOR

Governador busca retomada de convênio para investimentos no Pantanal

Marcia Jordan

01/03/2016 às 09:16

Governador busca retomada de convênio para investimentos no Pantanal

3U0H9249O governador Pedro Taques solicitou a retomada do programa de investimento BID Pantanal em reunião em Brasília, com Hugo Floréz, representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil (BID). A reunião, nesta segunda-feira (29.02), contou com a participação do deputado estadual Eduardo Botelho, vice-presidente da Assembleia Legislativa e do deputado federal Fábio Garcia. O convênio, iniciado no governo de Dante de Oliveira, é no valor de US$ 400 milhões para Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com a participação dos dois estados, da União e agências de financiamento do Japão.

Pedro Taques apresentou dois vídeos institucionais e falou das potencialidades econômicas e turísticas de Mato Grosso. O governador avaliou a reunião positivamente e pediu a Hugo Floréz que os consultores do BID, juntamente com equipe técnica do Gabinete de Assuntos Estratégicos, possam estruturar operações de crédito. Taques também convidou o representante do BID no Brasil para uma visita à Feira Internacional de Turismo do Pantanal (FIT), em abril.

“Nós sabemos que existe dificuldade no aval da União, mas há o interesse do BID em nos ajudar neste projeto, na concretização desse desafio do saneamento às margens do Pantanal mato-grossense. Inicialmente nós vamos tratar da recuperação desse crédito, BID Pantanal sem prejudicar outros investimentos na infraestrutura, saneamento, turismo. O componente social e geográfico de Mato Grosso é muito forte”.

Eduardo Botelho destacou a importância do crédito para que se possa tirar as pessoas que vivem no Pantanal mato-grossense da pobreza, se equiparando com municípios com as melhores qualidade de vida do Estado. “Estamos trabalhando com o governador, buscando junto alternativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas da região, mas preservando o bioma do pantanal mato-grossense”.

Fábio Garcia explica que a ideia é tentar resgatar o BID Pantanal ou buscar uma nova linha de crédito para apoiar esses municípios pantaneiros, que apesar de serem historicamente importantes e com uma população relevante no estado, possuem Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito baixo e limitados economicamente por estarem em uma área de proteção com gravíssimas restrições ambientais, o que impede o desenvolvimento econômico. “A partir de apoio financeiro de organizações como o BID, a gente quer fazer investimentos em infraestrutura, saneamento básico, promoção e qualificação para turismo, promovendo uma nova atividade econômica, com forte incentivo ao turismo para que ele possa ser uma fonte de distribuição de renda, geração de riqueza e oportunidade para pessoas que moram nessa região”.

O deputado federal informou que assim que o BID definir seu planejamento, os representantes do Estado voltarão a conversar sobre os projetos que Mato Grosso tem a apresentar. Este prazo é de aproximadamente 30 dias.

 

 

Fonte assessoria