Mato Grosso, Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ZECA

Zeca sai de licença por 121 dias e Maria Isaura assume vaga na AL

Marcia Jordan

03/03/2016 às 09:07

Zeca sai de licença por 121 dias e Maria Isaura assume vaga na AL

168bfd447106553e77e5a7a7cbc6fa3f_LO deputado estadual Zeca Viana (PDT) saiu de licença não remunerada pelo período de 121 dias e será substituído pela ex-prefeita de Alta Floresta Maria Isaura (PDT), que deve assumir a cadeira na próxima terça (08). O anuncio foi feito na sessão vespertina de hoje (02), encerrada sem apreciar nenhum projeto de lei devido à falta de quórum.

Oficialmente, Zeca Viana alega que está se licenciando para tratar de assuntos particulares. Entretanto, nos bastidores circula a informação que pretende dedicar o período ao fortalecimento do PDT para as eleições deste ano com visitas aos municípios e novas filiações.

“A Maria Isaura é uma grande companheira e foi fundamental na campanha do próprio governador Pedro Taques, que depois trocou o PDT pelo PSDB. Por isso, cumpro o acordo do rodizio e saio para ela assumir o mandato”, declarou o pedetista.

Maria Isaura, que foi prefeita de Alta Floresta entre 2005 e 2012, pretende disputar o cargo novamente. Por isso, utilizará a passagem pela Assembleia para se fortalecer perante o eleitorado buscando benefícios para a cidade.
Com a posse de Maria Isaura, a deputada estadual Janaína Riva (sem partido) deixa de ser a única mulher no Parlamento. Após assumir a cadeira de Zeca Viana, a pedetista ainda será a quarta suplente em atividade neste período.

Meraldo Sá (PSD), que assumiu em 19 de dezembro na vaga do correligionário Gilmar Fabris, permanece na Assembleia. Além do social-democrata, Jajah Neves (PDT) segue ocupando a cadeira do tucano Saturnino Masson, e Altir Peruzzo (PT) substitui o peemedebista Silvano Amaral.

O suplente Adriano Silva (PP), que tinha a perspectiva de permanecer no cargo por quatro meses, deixou o Legislativo ontem (1º). O titular Eduardo Botelho (PSB) retornou após afastamento de 60 dias.

 

 

Fonte RDNews