Mato Grosso, Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MÉDICOS

Médicos do Pronto Socorro divulgam falta de medicamento em rede social

Marcia Jordan

23/06/2014 às 12:06

Médicos do Pronto Socorro divulgam falta de medicamento em rede social

Abandonados e indignados com a falta de estrutura para trabalhar, os médicos do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá estão usando as redes sociais para manifestar revolta com o descaso da Prefeitura de Cuiabá. “Faltam até remédios para os pacientes”, avisam.

Cansados de reclamar com os responsáveis e não ver nenhum resultado, alguns médicos, mesmo correndo o risco de sofrer represaria, por parte de seus superiores decidiram divulgar em uma rede social, uma comunicação interna do Pronto Socorro, que informa a falta de medicamentos indispensáveis para tratar os pacientes.

“No último mês, a Câmara Municipal de Cuiabá foi palco de um movimento para instaurar uma CPI da Saúde, com a finalidade de fazer um raio-x no sistema, mas infelizmente, a CPI ainda não saiu apenas da intenção, e pelo que tudo indica nem vai sair, já que o prefeito é detentor de 22 dos 25 votos dos vereadores na Câmara, provendo os dois poderes na Capital, legislativo e executivo. Mauro Mendes fica com total poder e responsabilidade sobre o município”, reclamou um dos médicos.

Em pleno período dos jogos da Copa do Mundo em Cuiabá, o sistema de saúde da Capital está um caos, há um ano e meio à frente da Prefeitura, o empresário Mauro Mendes ainda não conseguiu mostrar a que veio, prova disso é o estado em se encontram as Policlínicas, as Unidades de Pronto Atendimento e o Pronto Socorro.

O problema do sistema de saúde na capital está tão complicado que a prefeitura acionou um hospital particular para servir de base para os turistas da copa, caso alguém necessitasse, o que poucas pessoas sabem é a que custo. O poder executivo quando questionado pela falta de medicamentos a resposta parece que já foi gravada e decorada pelos servidores que sempre informam a mesma coisa: “está em processo de viabilização de compra através de pregão.” 

Fonte 24horasnews