Mato Grosso, Domingo, 17 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
DIRETÓRIO

Diretório do PTB define apoio a Jaime; ex-senadora denuncia leilão

Marcia Jordan

21/06/2014 às 08:58

Diretório do PTB define apoio a Jaime; ex-senadora denuncia leilão

Em reunião na noite de ontem, o diretório estadual do PTB decidiu apoiar oficialmente as candidaturas do senador Pedro Taques (PDT) ao Governo do Estado e do senador Jaime Campos (DEM) a reeleição. O partido era cortejado para lançar uma terceira via política no processo em Mato Grosso, mas a tese acabou sendo derrubada pela maioria dos membros do diretório.

O PTB pretendia lançar a ex-senadora Serys Shlessarenko (PT) ao Senado da República. No entanto, sem força política e estrutural,  Serys foi “patrolada” dentro do próprio partido pelo senador Jaime Campos, que recebeu o voto pelo apoio da maioria absoluta dos líderes petebistas. Ao final da plenária, Jaime teve 22 votos, Serys oito e duas abstenções.

Após a reunião,  Serys acusou que o senador democrata tenha feito propostas financeiras para filiados petebistas. Ela ainda recordou que sofreu a mesma traição, em 2010, quando o Partido dos Trabalhadores a impediu que disputasse a reeleição lançando o então deputado federal Carlos Abicalil (PT) que acabou sendo derrotado justamente por Pedro Taques e o senador Blairo Maggi (PR).

Em entrevista ao site O Documento, a senadora fez acusações gravíssimas sobre a reunião do PTB realizada na noite de hoje. ““Fui traída, o raio caiu no mesmo lugar duas vezes”, reagiu ela. Serys disse ainda estar decepcionada: “não tenho palavras, foi uma comédia para favorecer Jayme. Ele entrou com o dinheiro e eu, claro, fui vencida”, declarou, ao acrescentar que o senador democrata “entrou pobre na política e hoje é dono de 13 fazendas e 200 mil cabeças de gado”.

Agora, a ex-senadora não deve disputar nenhum cargo eletivo. Ela ainda pode ser candidata a deputada estadual ou federal até porque o PTB ainda não definiu que coligação proporcional irá realizar.

Com a posição do PTB, a chapa de oposição está praticamente. O vice de Pedro Taques será o presidente licenciado da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho), Carlos Fávaro (PP), e o suplente de Jaime Campos deve ser o empresário Marcelo Maluf (PSDB

Fonte Folhamax