Mato Grosso, Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ENTIDADES

Entidades enviarão caravanas a Brasília

Marcia Jordan

14/04/2016 às 07:21

Entidades enviarão caravanas a Brasília

489651Entidades e movimentos sociais em Mato Grosso organizam diversas caravanas para acompanhar o processo de votação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) pela Câmara dos Deputados neste domingo a partir das 14 horas, em Brasília.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e outras entidades do setor do agronegócio no Estado partem neste fim de semana em caravana para pressionar os parlamentares para votar favoravelmente ao impeachment da presidente da República.

“Estamos indo em caravana com pessoas de vários municípios de Mato Grosso para participar desse momento histórico que o país está vivendo, com uma ampla participação da sociedade, do cidadão brasileiro”, disse Rui Prado, que preside a Famato.

Já a caravana da Frente Brasil Popular de Mato Grosso também parte para a capital federal, só que contra o impeachment da presidente. Segundo informações do coordenador da Frente Popular em Mato Grosso e membro da Confederação dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Miranda Muniz, sessenta entidades sindicais vão participar do movimento em Brasília. Muniz disse ainda que um ônibus já partiu no último final de semana e que outro veículo segue para o Distrito Federal nesta sexta-feira. Quem ficar por aqui irá acompanhar a votação em uma vigília. O local da vigília ainda não foi definido.

Os dois movimentos já realizaram diversas manifestações no Estado nos últimos meses, quando foi instalada a Comissão do Impeachment para analisar a denúncia contra a chefe do Estado brasileiro.

Os 65 deputados federais que compunham a Comissão Especial do Impeachment participaram da votação na última segunda-feira (11), quando 38 votaram favoráveis pela admissibilidade da denúncia contra a presidente e 27, contrários.

A discussão do processo de impeachment começa amanhã (15).

Ao todo, 513 deputados federais votam no plenário neste domingo.

A bancada federal mato-grossense conta com oito deputados federais que participarão da votação, sendo que, atualmente, cinco se manifestaram favoráveis ao impeachment e três, contra. Os deputados federais contrários ao impeachment são Ságuas Moraes (PT) e Valtenir Pereira e Carlos Bezerra (ambos do PMDB). Os que vão votar a favor são Nilson Leitão (PSDB), Adilton Sachetti (PSB), Fábio Garcia (PSB), José Augusto Curvo, o “Tampinha” (PSD) e Victório Galli (PSC).

O impeachment só será confirmado caso a votação atinja 342 votos favoráveis, ou seja, 2/3 da Câmara Federal. Já o governo necessita de, no mínimo, 172 votos para enterrar o pedido de impeachment.

Caso o impeachment seja aprovado na Câmara, o processo vai ao Senado Federal, onde se for aprovado por maioria simples, ou seja, 41 votos, Dilma Rousseff será afastada por 180 dias e assume o vice-presidente Michel Temer (PMDB). Após os 180 dias o Senado julgará novamente o pedido de impeachment. Caso obtenha maioria simples (41 votos a favor), Dilma será o segundo presidente da República na história do país a sofrer o impeachment.

 

 

Fonte DiariodeCuiaba