Mato Grosso, Quinta-Feira, 24 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MST

MST bloqueia rodovias de Mato Grosso em protesto contra impeachment

Marcia Jordan

15/04/2016 às 10:15

MST bloqueia rodovias de Mato Grosso em protesto contra impeachment

9c0d1a58-c7e4-4325-87b2-661815d3938cManifestantes do Movimento Sem Terra (MST) interditaram, em ação coordenada, estradas de Mato Grosso na manhã desta sexta-feira (15). Foram fechadas as BRs 174, 070 e 364, todas por menos de uma hora. Não houve registros de confrontos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A ação é parte de um amplo protesto de sindicatos e movimentos sociais contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, que será votado na Câmara dos Deputados, em Brasília, no domingo, 17.

O primeiro bloqueio registrado ocorreu no município de Jaciara, no km 268 da BR-364. A manifestação começou por volta das 7h30 e a pista foi totalmente interditada por cerca de 200 manifestantes. Como já havia um prévio acordo entre as lideranças do MST e a PRF, o ato ocorreu dentro do planejado e durou menos de uma hora.

O segundo ato ocorreu em Cáceres. O km 728 da BR 070 foi fechado por cerca de meia hora. A pista foi liberada há poucos minutos e já apresenta trafegabilidade regular.

A terceira e última manifestação reuniu cerca de 70 manifestantes às 8h no km 78 da BR 174, no trecho de Cáceres, próximo ao trevo de acesso a Mirassol D`Oeste. A pista foi liberada por volta das 9h.

De acordo com a PRF, estas duas ações não haviam sido avisadas com antecedência. Entretanto, não resultaram em conflitos, pois não houve resistência, pelo movimento, quando solicitados para que se retirassem da pista.

Ainda de acordo com a polícia, as rodovias do Estado continuarão sendo monitoradas para que se evitem confrontos entre caminhoneiros e manifestantes do MST. A PRF considera o risco do que eles consideraram como “ânimos acirrados” devido ao processo de impeachment da presidente Dilma, mas constataram que em Mato Grosso não houve ainda qualquer registro de violência.

 

 

 

Fonte OlharDireto