Mato Grosso, Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SORRISO

Sorriso alcança o 12º lugar em ranking dos municípios exportadores do Brasil

Marcia Jordan

19/04/2016 às 08:26

Sorriso alcança o 12º lugar em ranking dos municípios exportadores do Brasil

navio-1-foto-Administracao-dos-Portos-de-Paranagua-e-Antonina(5)O crescimento de 97,06% nas exportações possibilitou a Sorriso o 12º lugar no ranking da Balança Comercial Brasileira por Municípios. O milho (159,86%) e a soja em grãos (52,13%) foram os responsáveis pelo resultado. Levantamento realizado pela Secretaria do Comércio Exterior (Secex) aponta 11 municípios de Mato Grosso entre os 100 principais municípios exportadores. Rondonópolis, segundo melhor colocado do Estado, ficou em 26º.

De janeiro a março foram exportados por Sorriso US$ 481 milhões em 2016, volume quase 100% superior aos US$ 244,08 milhões do ano passado. Somente em milho foram US$ 270,9 milhões e em soja US$ 190,09 milhões. A China foi a principal cliente de Sorriso sendo responsável por US$ 161,9 milhões.

Em 26º no ranking nacional, Rondonópolis, de acordo com a Secex, ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), saltou de US$ 246,4 milhões para US$ 313,2 milhões, ou seja, registrou um incremento de 27,13%. No caso do principal município da Região Sul de Mato Grosso, tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja lideraram com US$ 219,5 milhões, um crescimento de 56,62% ante os US$ 140,1 milhões do ano passado. Ao contrário de Sorriso, a Indonésia foi a principal cliente de Rondonópolis com US$ 89,7 milhões.

Entre janeiro e março, como o Agro Olhar comentou recentemente, foram exportados por Mato Grosso US$ 3,802 bilhões em commodities.

Conforme informações da Balança Comercial Brasileira por Municípios, Nova Mutum ficou em 34º no resumo geral do primeiro trimestre de 2016. O município embarcou nos três primeiros meses US$ 258,3 milhões, volume superior aos US$ 120,3 milhões de 2015.

Já Primavera do Leste se encontra em 51º lugar com US$ 184,2 milhões. Tal receita supera os US$ 130,7 milhões do ano passado. Lucas do Rio Verde que em 2015 no primeiro trimestre havia embarcado US$ 80,7 milhões, ficou em 52º após registrar US$ 183,8 milhões em 2016.

Sapezal é outro destaque de Mato Grosso ocupando a 57ª colocação com US$ 156,04 milhões, superando os US$ 105,03 milhões do ano passado.

Cuiabá, que vinha figurando como o terceiro ou quarto melhor colocado de Mato Grosso no ranking nacional o ano passado, ficou em 59º com US$ 152,1 milhões em negociações realizadas, abaixo dos US4 172,6 milhões do ano passado.

Diamantino ficou em 60º com US$ 150,2 milhões, Campo Novo dos Parecis em 79º com US$ 116,1 milhões, Sinop em 83º com US$ 111,9 milhões e Campos de Júlio em 91º com US$ 95,8 milhões.

 

 

Fonte Agro olhar