Mato Grosso, Domingo, 25 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SERVIDORES

Servidores cobram reajuste integral e ameaçam greve em MT

Marcia Jordan

21/04/2016 às 16:57

Servidores cobram reajuste integral e ameaçam greve em MT

37a4efa1ad1edaf4da33b0d085e53ad0Os servidores da área de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado aprovaram indicativo de greve em assembleia geral realizada nesta semana. A categoria, que contém cerca de 6 mil servidores públicos, reivindica o cumprimento integral do Reajuste Geral Anual (RGA), que repõe as perdas inflacionárias de 2015.

Para este ano, o reajuste do funcionalismo público é de 11,27%. O Governo do Estado tem dialogado com o fórum sindical, expondo a situação da crise econômica que vive o Estado, bem como os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que podem ser estourados em caso de concessão integral do reajuste.

Porém, o Sindes (Sindicato dos Servidores do Desenvolvimento Econômico e Social) já anteciparam que não aceitam a não concessão, ou sequer o parcelamento do reajuste. “Os servidores do Desenvolvimento Econômico e Social entendem que o RGA é um direito constitucional e deve ser pago de forma integral”, diz nota encaminhada pelo sindicato.

“Alerta”, a categoria admite que pode deflagrar uma paralisação geral caso não tenha o pleito atendido. Porém, se mantém disposta a dialogar tanto com o executivo, como com os demais sindicatos do funcionalismo público.

“O Sindes, informa ainda que continuará dialogando com os demais representantes sindicais e participando ativamente das discussões no fórum sindical, pois acredita que essa é uma grande oportunidade de fortalecimento do movimento em defesa dos direitos adquiridos dos servidores públicos do estado, que neste momento, estão sendo ameaçados pelo governo “legalista” de Pedro Taques”, conclui a nota.

Confira a íntegra da nota:
NOTA DO SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DA CARREIRA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL DO ESTADO DE MATO GROSSO – SINDES/MT.
O SINDES/MT que representa cerca de seis mil servidores públicos no Estado de Mato Grosso, estando presente com sua força de trabalho em praticamente todas as secretarias governamentais e autarquias, vem a público INFORMAR que em decisão soberana da categoria em Assembleia Geral realizada na manhã desta segunda feira (18.04.16), deliberaram sobre o posicionamento do sindicato frente aos debates sobre o RGA/2016. Os servidores do Desenvolvimento Econômico e Social entendem que o RGA é um direito constitucional e deve ser pago de forma integral. A categoria NÃO CONCORDA E NÃO ACEITA o não pagamento ou o parcelamento da recomposição por perdas inflacionárias.
A carreira já está em MOBILIZAÇÃO e até a reunião do governo com o fórum sindical, também ficará em ESTADO DE ALERTA, não está descartada a PARALISAÇÃO GERAL DA CATEGORIA, caso o governo não apresente proposta de pagamento. O SINDES, informa ainda que continuará dialogando com os demais representantes sindicais e participando ativamente das discussões no fórum sindical, pois acredita que essa é uma grande oportunidade de fortalecimento do movimento em defesa dos direitos adquiridos dos servidores públicos do estado, que neste momento, estão sendo ameaçados pelo governo “legalista” de Pedro Taques.
Adolfo Grassi
Presidente SINDES/MT

 

 

 

Fonte Folhamax