Mato Grosso, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
FPA

FPA entrega a Michel Temer, reivindicações do agronegócio

Marcia Jordan

28/04/2016 às 08:38

FPA entrega a Michel Temer, reivindicações do agronegócio

image3051635Membros da Frente Parlamentar da Agropecuária estiveram reunidos no fim da tarde desta quarta-feira (27), em audiência com o vice-presidente da República, Michel Temer. A agenda serviu para que os deputados entregassem ao vice, um documento com diversas questões de interesse do agronegócio.

O documento, chamado de “Pauta Positiva – Biênio 2016/2017”, pede atenção a temas sobre os quais há necessidade de aperfeiçoamento sob pena de engessar ainda mais o setor.

“Como demonstração do rompimento com a atual política, eivada de ideologias contrárias ao setor, e da busca pela retomada do desenvolvimento econômico, que continuará sendo capitaneada pelo setor agropecuário, as medidas imediatas passam pela garantia da ordem pública e da segurança jurídica” diz um trecho do documento.

O fortalecimento do Ministério da Agricultura também foi lembrado. “No comando dessa pasta, é imprescindível a presença de um líder diferenciado, que tenha conhecimento profundo do setor e que tenha, principalmente, estreito relacionamento com as entidades representativas e com as lideranças políticas. Essa é condição indispensável para que tenha o necessário apoio a fim de implantar todas as mudanças que o setor mais exitoso da nossa economia necessita.”

O documento destaca sete eixos fundamentais da agenda positiva do setor; Governança Institucional, Política Agrícola, Direito de Propriedade e Segurança jurídica, Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Defesa Agropecuária e Relações Trabalhistas.

Para o vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), fortalecer o setor é dar ao Brasil a oportunidade de continuar crescendo, mesmo em tempos difíceis. “O que buscamos junto ao vice-presidente Michel Temer foi que, em assumindo a presidência, tenha um olhar diferente sobre o agronegócio, muitas vezes demonizado simplesmente pela falta de sincronia entre os entes de um mesmo governo. O produtor precisa do governo antes da porteira. Depois da porteira há competência de sobra, tanto que com a economia ladeira abaixo, foi o único setor que registrou crescimento, garantindo equilíbrio de nossa balança comercial”, disse o parlamentar.

Nilson Leitão também pediu atenção do vice-presidente, Michel Temer, no sentido de rever portarias de demarcações de terras indígenas e quilombolas que, segundo o ministro da Justiça, Eugênio Aragão, devem ser homologadas nos próximos dias.

O documento entregue ao vice-presidente foi chancelado por 34 entidades representativas do agronegócio e pode ser conhecido no seguinte endereço:

 

 

 

Fonte Assessoria