Mato Grosso, Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
GOVERNO

Governo e consórcio VLT debatem hoje retomada de obras que já consumiram R$ 1 bilhão

Marcia Jordan

02/05/2016 às 09:22

Governo e consórcio VLT debatem hoje retomada de obras que já consumiram R$ 1 bilhão

vlt(24)O governo estadual e representantes do consórcio VLT Cuiabá realizam, na tarde desta segunda-feira (2), uma nova reunião para tratar da retomada das obras do modal de transporte. A reunião contará com a presença do gerente do consórcio, Cid Andreucci, e outros executivos. No encontro anterior, realizado em 13 de abril, não houve acordo. A proposta feita pelo governo foi levada pelos representantes do consórcio para discussão na sede, e uma resposta deve ser dada na reunião de hoje.

As obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), iniciadas em 2012 em Cuiabá e Várzea Grande, estão paralisadas desde o final de 2014. Agora, consórcio e governo negociam a retomada das obras, mediados pela Justiça Federal. Com base no relatório da consultoria KPMG, o governo estadual ofereceu ao consórcio R$ 191 milhões a mais que o contrato assinado em 2012, que foi de R$ 1,477 bilhão. Ou seja, no total, o VLT sairia por R$ 1,668 bilhão. O governo já pagou R$ 1,066 bilhão pelas obras.

Apesar de a obra ter sido licitada no formato Regime Diferenciado de Contratação (RDC), modelo de licitação criado para as obras da Copa do Mundo 2014 que não permite aditivos, os atrasos e o estouro do cronograma abriram a possibilidade de um reajuste. Para concluir a obra, o consórcio havia solicitado o total de R$ 2,2 bilhões, segundo afirmou a KPMG. A consultoria custou R$ 3,8 milhões, e esse valor deve ser descontado dos pagamentos a serem feitos ao consórcio construtor.

Na terça-feira (3), a partir das 9h, os representantes do consórcio devem participar de uma reunião com a Frente Parlamentar em Prol da Retomada e Conclusão das Obras do VLT, na Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Emanuel Pinheiro (PMDB). O deputado tem se destacado como defensor da conclusão das obras.

O projeto do VLT prevê duas linhas, a primeira ligando o Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, à região do CPA, em Cuiabá. A Linha 2 ligaria a região do Coxipó ao centro da capital, se encontrando com a Linha 1 na altura do Morro da Luz. No total, o VLT teria 22 quilômetros de trilhos.

 

 

 

Fonte OlharDireto