Mato Grosso, Quarta-Feira, 16 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
PLANO

Plano de Mobilidade Urbana é apresentado em audiência na Câmara

Marcia Jordan

03/06/2016 às 18:44

Plano de Mobilidade Urbana é apresentado em audiência na Câmara

No plano estão diretrizes para o sistema viário, tráfego, trânsito, ciclovias, acessibilidade e outras obras projetadas para os próximos 10 anos

1116 Os projetos previstos para o Plano de Mobilidade Urbana de Lucas do Rio Verde foram novamente apresentados em audiência pública, desta vez realizada pela Câmara de Vereadores na noite desta quinta-feira (02). O objetivo do plano é nortear diretrizes para tráfego, trânsito, ciclovias, fluxo de pedestres, acessibilidade e outras obras que vão colaborar para a eficiência do sistema viário pelos próximos 10 anos.

 

Na apresentação, feita pelo arquiteto da prefeitura, Romulo Matos, foram exibidos os dados de projeção do município até 2025, juntamente com propostas de melhorias, visando disciplinar o crescimento de maneira ordenada, de modo que atenda e integre todos os aspectos da mobilidade urbana.

“No andamento do processo, desde o ano passado, foram verificadas muitas dificuldades e, assim, foram elaboradas as diretrizes de curto, médio e longo prazo. Essa apresentação é a primeira etapa, onde foram definidas as prioridades. Depois de aprovado e, conforme a necessidade, o plano prevê a elaboração de projetos e posteriormente a execução das obras e ações”, explicou Romulo.

Apesar de a maioria da sociedade não comparecer, a audiência pública contou com a participação ativa de cidadãos luverdenses, que questionaram, tiraram dúvidas e fizeram algumas sugestões, especialmente mais voltadas à educação no trânsito e campanhas mais fortes de orientação aos usuários dos mais diferentes meios de transporte e pedestres.

O Plano de Mobilidade Urbana, elaborado no ano passado por uma empresa privada contratada pelo Poder Público, é composto por três cenários: o atual, o alternativo (previsões) e o integrado, que propõe a execução de diversas ações ao mesmo tempo para garantir melhores resultados. Entre as propostas estão a construção de um terminal de integração do transporte coletivo e novos itinerários, rede cicloviária com a implantação de bicicletários, sistema binários nas avenidas Paraná e Rio Grande do Sul, semáforos nos pontos críticos e de maior movimento, tratamento e acessibilidade em calçadas, estacionamento para caminhões, estacionamento rotativo no centro, entre outros.

“É um documento obrigatório e tem prazo para ser aprovado, por isso, depois de muita análise e com sugestões da população, o projeto está na Câmara para apreciação. Com a aprovação do plano, o município estará apto a buscar recursos, financiamentos e parcerias para melhorar as condições do trânsito local”, afirmou o vereador Gilson Baitaca (PSB).

Estiveram presentes na audiência o vereador Pedro Góis (PSC), empresários, servidores públicos e representantes de instituições e entidades.

 

 

Fonte Assessoria