Mato Grosso, Terça-Feira, 27 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
OPERAÇÃO ALQUIMIA

Dois são presos em Sinop durante operação que atua no combate a comercialização de agrotóxicos falso

Operação foi deflagrada em Sinop, RS, SP e Bahia

Marcia Jordan

22/06/2021 às 10:47

Dois são presos em Sinop durante operação que atua no combate a comercialização de agrotóxicos falso
PJC

esta terça-feira (22/06), a Polícia Civil deflagrou a Operação Alquimia com a finalidade de desarticular uma organização criminosa que cuja atividade principal é a falsificação, transporte e comercialização de agrotóxicos falsificados. Estão sendo cumpridos  53 mandados de busca e apreensão e 05 mandados de prisão preventiva em 04 estados: RS, SP (Ribeirão Preto), MT (Sinop) e BA (Feria de Santana).

Em MT as buscas se concentram em Sinop. Duas pessoas foram presas entre elas Cesar Augusto Martins de Mattos . Na casa os policiais localizaram duas armas de fogo sendo um revolver calibre 32  de cor prata com numeração ilegível e um revolver alibre 44 de cor prata também com a numeração ilegível. Também foi encontrado várias munições sendo 8 munições calibre 32 , 43 munições calibre 44 e 2 coldres. 

O homem foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e encaminhado a delegacia onde permanece a disposição da JUstiça.

O grupo atua há anos no estado do RS e tem como principal líder e fornecedor dos falsos indivíduo que reside na cidade de Ribeirão Preto/SP, local onde os produtos são “fabricados” e depois transportados para várias regiões do país, dentre elas o RS. No estado, esses produtos são armazenados em depósitos clandestinos nas cidades de Ijuí e Cruz Alta, de onde são repassados a integrantes da organização para serem negociados com os agricultores de outras regiões.

Para falsificar os produtos (de elevado valor de mercado) os criminosos utilizam-se de produtos químicos diversos sem qualquer controle ou cuidado relativos à aquisição, transporte, armazenamento e manipulação desses compostos, provocando danos incomensuráveis ao meio ambiente e à saúde das pessoas. Além disso, o prejuízo econômico causado aos agricultores são severos, já que os produtos não apresentam eficácia quando aplicados nas lavouras. Alguns criminosos integrantes do grupo também possuem envolvimento com roubos a propriedades rurais e receptação de produtos. Há ainda indivíduos envolvidos com a prática de contrabando. (Com informações policia judiciaria civil de RS)