Mato Grosso, Terça-Feira, 27 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
17 DIA DA OPERAÇÃO

PM recupera armas e R$ 43 mil com suspeitos de roubo a cooperativas em Nova Bandeirantes

O caso está sendo investigado pela PJC, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO)

Da Redação

21/06/2021 às 17:47

PM recupera armas e R$ 43 mil com suspeitos de roubo a cooperativas em Nova Bandeirantes
PM/MT

A Polícia Militar (PM-MT) recuperou mais R$ 43.451,75 do dinheiro roubado de duas cooperativas de crédito de Nova Bandeirantes  nesta segunda-feira (21.06). Na ocasião, dois suspeitos do crime entraram em confronto com a Força Tática do 9º Comando Regional e morreram.

A ocorrência foi registrada na madrugada desta segunda-feira, quando os suspeitos se depararam com uma barreira da Polícia Militar, próximo ao município de Nova Monte Verde (920 km de Cuiabá). Após atirar contra os policiais, os suspeitos entraram em uma região de mata, momento em que a PM pediu reforço.

Durante buscas na região, policiais da Força Tática encontraram os suspeitos no interior de uma residência, onde foram recebidos a tiros. Os policiais revidaram a agressão, resultando no óbito dos dois suspeitos.

Além do dinheiro, os policiais apreenderam junto com eles um revólver .38, uma espingarda calibre 12, roupas camufladas, coturnos, luvas, celulares e bateria externa de celular.

Este já é o 17º dia de operação que envolve aproximadamente 120 servidores das forças de Segurança Pública, entre elas a Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Polícia Militar, o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O caso está sendo investigado pela PJC, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que ainda está colhendo mais detalhes sobre a qualificação dos suspeitos e a participação deles nos roubos. A Sesp-MT aguarda ainda a identificação dos suspeitos, que será feita pela Politec.

A força-tarefa continua trabalhando fortemente na região com objetivo de identificar e localizar todos que participaram de forma direta ou indireta dos crimes.

As diligências para apurar a ação e esclarecer todos os fatos dos assaltos devem ser realizadas por prazo indeterminado, pois será necessário aguardar a conclusão do inquérito policial, identificação da autoria e prisão dos envolvidos.