Mato Grosso, Terça-Feira, 22 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
BRUSTOLIN

Brustolin deixa Sefaz; Seneri assume

Marcia Jordan

16/06/2016 às 19:06

Brustolin deixa Sefaz; Seneri assume

40fe08e2e724fe371e52408de0b0fc36O secretário de Estado de Fazenda, Paulo Brustolin, encerra sua participação no governo Pedro Taques nesta sexta-feira (17).

Brustolin afirma ter deixado as finanças do Estado sob controle, com redução financeira da máquina, revisão de custos e contratos, dívidas renegociadas, pagamentos em dia para as prefeituras, controle da arrecadação e retomada de investimentos. “Nestes 18 meses estou ciente que contribuí com toda a minha energia para um Estado de Transformação”.

O secretário Seneri Paludo, que atualmente comanda a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec) é cotado para assumir a Fazenda. Para a sua vaga, existe a possibilidade de que o adjunto de Turismo, Luiz Carlos Nigro, seja o sucessor.

A saída do secretário da pasta já havia sido anunciada na semana passada. O motivo, conforme o jornal, seria por causa de uma ‘queda de braço’ com o secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, que agora, pode ser considerado ‘supersecretário’ com poderes de controle político e administrativo sobre as demais secretarias de Estado.

O ex-secretário de Fazenda chegou a ser cogitado para assumir a Casa Civil, porém, após o vazamento da informação, fez com que o governador Pedro Taques (PSDB) mudar de plano.

Brustolin é ex-diretor executivo da Unimed Cuiabá e foi um dos responsáveis pela reestruturação financeira da Unimed, transformando a cooperativa em uma das maiores do Brasil.

Outras mudanças

O primeiro secretário a deixar o staff do governo foi o chefe da Casa Militar, coronel Antônio Ribeiro Leite, em seu lugar assumiu o coronel Airton Benedito de Siqueira Júnior.

Posteriormente, o secretário estadual de Saúde, Marco Aurélio Bertúlio Neves, deixou o governo, e quem assumiu foi o médico Eduardo Bermudez. A terceira ocorreu na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), com saída do promotor de Justiça Mauro Zaque. Em seu lugar, assumiu o também promotor de Justiça Fábio Galindo, que se viu obrigado a deixar o cargo, após uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que impede promotores de ocuparem cargos de secretário ou ministro. No lugar de Galindo, o delegado Roges Jarbas é quem comanda a pasta da Segurança.

Outra troca ocorrida por causa da decisão do STF, foi na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), a promotora de Justiça, Ana Luíza Peterllini, voltou a exercer a função de promotora. No lugar dela, ficou interinamente, o vice-governador Carlos Fávaro (PSD).

As recentes mudanças ocorreram na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que era comandada por Permínio Pinto. O motivo da saída do secretário ocorreu após a operação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), que descobriu fraudes em licitações em obras para reformas de escolas do Estado. O secretário de Planejamento, Marco Marrafon foi remanejado para a Educação e em seu lugar, assumiu o servidor de carreira, José Bussiki.

Perfil do novo secretário de Fazenda

Seneri Kernbeis Paludo é natural de Bauru (SP) e graduou-se em Agronomia pela Universidade de Marília (Unimar) em 2001. É pós-graduado em Planejamento e Gestão de Negócios pela Faculdade de Administração e Economia (FAE) do Paraná. De 2008 a 2010 foi superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), fazendo da instituição uma referência em dados estatísticos e analíticos da agropecuária mato-grossense. Em seguida, exerceu o cargo de diretor executivo da Famato e depois deixou o cargo para ser secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), segundo cargo mais importante dentro da pasta. Desde janeiro de 2015 respondia pelo cargo de secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

 

 

 

Fonte Gazeta digital