Mato Grosso, Terça-Feira, 9 de Março de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MERCADO NO EXTERIOR

Mato Grosso já disputa a liderança na exportação de carne bovina

São Paulo manteve a ponta em 2020, com participação de 21,8%, mas fatia de MT chegou a 20,2%

Da Redação

22/01/2021 às 10:59

Mato Grosso já disputa a liderança na exportação de carne bovina
reprodução

Mato Grosso, que abriga o maior rebanho bovino do país, já ameaça a liderança de São Paulo na exportação brasileira de carne bovina, que em 2020 foi recorde.

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), compilados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), os embarques paulistas somaram 439,9 mil toneladas, ou 21,8% do total (2,016 milhões de toneladas), enquanto os mato-grossenses alcançaram 407,7 mil toneladas, ou 20,2%.

Em 2000, lembra a entidade, São Paulo respondeu por 65% do volume exportado, e a fatia de Mato Grosso foi de apenas 5%.

De lá para cá, contudo, a capacidade de abate e processamento de frigoríficos no Estado do Centro-Oeste teve forte aumento.

Em 2020, conforme a Abrafrigo, Goiás ficou em terceiro lugar entre os maiores exportadores de carne bovina do Brasil, com 282,6 mil toneladas (14% do total), seguido por Minas Gerais (190 mil toneladas, ou 9,4%), Mato Grosso do Sul (189,9 mil toneladas, ou 9,4%), Rondônia (187,7 mil toneladas, ou 9,3%) e Pará (106,3 mil toneladas, ou 5,3%).

Na semana passada, a Abrafrigo informou que o volume dos embarques de carne bovina do país cresceu 7,5% em 2020 em relação ao ano anterior e que a receita aumentou 10,5% na comparação, para US$ 8,4 bilhões.

China e Hong Kong, em conjunto, absorveram 58,6% do volume total registrado no ano passado.