Mato Grosso, Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SÉRIE B

Com surto de Covid-19, polêmica e briga, Cuiabá vence o Avaí e retorna ao G-4

Com o triunfo, o Dourado retornou ao G-4 da tabela

Da Redação

28/11/2020 às 10:03

Com surto de Covid-19, polêmica e briga, Cuiabá vence o Avaí e retorna ao G-4
reprduçãooduçãoodução

Cuiabá voltou a vencer na Série B do Brasileiro ao bater o Avaí por 2 a 1 na noite desta sexta (27), na Arena Pantanal, pela 24ª rodada do campeonato. Com o triunfo, o Dourado retornou ao G-4 da tabela e somou 40 pontos conquistados. Já o Avaí que vinha de quatro jogos seguidos de vitória, teve a boa sequência quebrada diante do time mato-grossense. O Leão permaneceu na 6ª posição com 36 pontos.

Surto de Covid-19, polêmica com a arbitragem, briga de jogadores no fim da partida e choro de desabafo do atacante Maxwell marcaram o confronto disputado na Capital mato-grossense na noite de ontem. Maxwell foi quem garantiu os 3 pontos para o Cuiabá, após o clube ficar sete jogos sem vencer na segundona.

O primeiro gol saiu aos 36 minutos do primeiro tempo, quando Felipe Ferreira mandou na área e o goleiro Glédson espalmou nos pés de Maxwell que só teve o trabalho de mandar no fundo da rede dos visitantes.

O Avaí conseguiu empatar o jogo com um pênalti muito polêmico marcado em cima de Getúlio, quando o atacante avançou em velocidade dentro da área e acabou se desequilibrando sozinho. Alemão cobrou e deixou tudo igual na Arena Pantanal. No último lance do jogo, novamente Mawell, marcou o gol da vitória do Cuiabá,  quando recebeu uma bola de Felipe Marques dentro da área, limpou e mandou para o fundo do gol de Glédson.

Polêmica

Na central do apito, Sandro Meira Ricci comentou sobre o pênalti marcado para o Avaí: "A gente percebe que o Getúlio se adianta, espera o contato, mas o contato não veio. O Getúlio acelera demais, acaba se desequilibrando e cai sozinho. Eu não marcaria o pênalti”, disse o comentarista da Rede Globo.

Choro e desabafo

O autor dos dois gols da vitória do Dourado e artilheiro do time na Série B, se emocionou ao falar da situação do time, e dedicou o triunfo aos companheiros que estão afastados por lesão ou Covid-19. A entrevista foi concedida à reportagem do canal premiere logo após ao fim da partida.

"É um choro de desabafo. Muita gente vinha criticando o time, apedrejando. É um choro de felicidade, também. Nosso time merece. A gente, apesar de tudo, não deixamos de trabalhar e se dedicar. Essa vitória, no final do jogo, a gente merecia. Mais uma vez, dedico a vitória à nossa família e aos nossos companheiros, que queriam estar aqui, mas estão debilitados com Covid e lesões. Nosso grupo é forte e está vivo na competição”,

Confusão

No final do jogo, houve confusão entre Ronaldo, do Avaí, e um integrante da comissão do Cuiabá. De um lado, os jogadores do Leão afastavam o camisa 13 do tumulto. Do outro lado, os jogadores do Dourado protegeram o integrante da comissão técnica do Auriverde da briga que logo acabou.

Surto de Covid-19

Como se não bastasse os desfalques de atletas lesionados no time mato-grossense, minutos antes da partida de ontem, a diretoria do Cuiabá emitiu uma nota informando que mais 11 pessoas, entre atletas e staff do clube, testaram positivos para o Covid-19.

São nove jogadores e mais dois integrantes da comissão técnica, que já estão em isolamento e com acompanhamento do departamento médico do Dourado. De acordo coma diretoria, a maioria está assintomática, enquanto que alguns apresentam sintomas leves.

Os atletas que testaram positivos para o novo coronavírus são: Elvis, Ferrugem, Léo, Luiz Gustavo, Jenison, João Carlos, Nenê Bonilha, Rafael Gava e Willians Santana. Na comissão técnica foram infectados pelo vírus o preparador físico Jorge Soter e o massagista Marcelo José da Silva.

Próximos jogos

O Avaí volta a campo na segunda (30) diante do Oeste, às 20h (de Brasília), na Ressacada, pela 25ª rodada da Série B. O Cuiabá joga na terça (1º) contra a Chapecoense, às 21h30 (de Brasília), na Arena Condá.