Mato Grosso, Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SINOP

Justiça adia novamente julgamento da maquiadora que mandou matar marido e amante

Cléia está presa desde 2018

Da Redação

03/10/2020 às 09:28

Justiça adia novamente julgamento da maquiadora que mandou matar marido e amante
reprodução

Marcado para o dia 11 de novembro, julgamento de Cleia Rosa dos Santos Bueno, que ficou conhecida na cidade de Sinop como "viúva negra" , seus comparsas Adriano dos Santos e José Graciliano dos Santos, réus no processo sobre o assassinato de Jandirlei Alves Bueno e Adriano Gino, ex-marido e ex-amante de Cleia, respectivamente. O julgamento foi adiado para o dia 2 de dezembro de 2020. O julgamento foi adiado pela Juíza, Rosangela Zacarkim dos Santos, da 1ª Vara Criminal de Sinop,em decorrência  as férias do Promotor de Justiça do muncípio.

Conforme a magistrada, como não será possivel a substituição do promotor, em decorrência disso remarcou o julgamento para o dia 2 de dezembro no Fórum da Comarca de Sinop.

Está é a terceira vez que o julgamento da maquiadora foi adiado. O julgamento estava previsto para ocorrer no dia 29 de outubro de 19. No entanto, uma série de determinações judiciais no processo ainda estava pendente e a juíza da 1ª Vara Criminal, Rosângela Zacarkim, entendeu que não haveria tempo hábil para conclusão. Por este motivo, a magistrada redesignou o julgamento para o dia 2 de abril de 2020. Em seguida foi remarcado para o dia 11 de novembro e agora remarcado para o dia 2 de dezembro.

A maquiadora é acusada de mandar o amante Adriano Gino, matar o marido e depois, teria contratado José Graciliano e Adriano dos Santos, que trabalhavam como vigilantes no mesmo bairro que ela morava, para matar o amante.

Os crimes aconteceram entre os anos de 2016 e 2017, e repercutiram em todo o país, quando Cléia Rosa ficou conhecida como a “Viúva Negra de , e marcaram na época pela frieza com que a acusada se referiu ao amante, ao ser entrevistada dentro do carro da polícia, onde além de confessar o crime contra o amante,  negando o fato de ter sido a mandante do  do marido.

Porém, Cleia Rosa dos Santos Bueno34 anos, segundo a Polícia Civil e o Ministério Público, é a principal acusada de mandar o amante Adriano Gino29 anos, e mandar matar o marido, Jandirlei Alves Bueno39 anos. Também seria responsável por contratar os irmãos José Graciliano dos Santos30 anos, e Adriano dos Santos20, para mataremAdriano Gino. Os crimes aconteceram entre 2016 e 2017. Clía está presa desde 2018.