Mato Grosso, Segunda-Feira, 14 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ESTIAGEM

Estiagem afeta mais de 3 municípios que decretam emergência

Marcia Jordan

19/07/2016 às 08:58

Estiagem afeta mais de 3 municípios que decretam emergência

emergenciaEstiagem que atinge Mato Grosso resulta na decretação de situação de emergência em mais três municípios e equipes da Defesa Civil já estão percorrendo as regiões mais afetadas. Em Querência (945 km a nordeste) cresceu em 80% o número de pedidos para abertura de poços para captação de água, tanto para consumo humano como do gado, em propriedades rurais.

Os municípios de Água Boa (739 km a leste) e Canarana (823 km a leste) também passaram por vistoria e acompanhamento dos técnicos da Coordenadoria de Resposta e Reconstrução da Secretaria Adjunta de Proteção à Defesa Civil do Estado.

Outra equipe está na região de Cláudia (620 km ao Norte) e já tem pedido para percorrer os municípios próximos que também enfrentam prejuízos com a estiagem.

O coordenador Benedito de Araújo Gomes, está em Querência desde a semana passada, em busca da complementação de relatórios e laudos técnicos a serem encaminhados aos órgãos de defesa estadual e nacional, a partir da decretação de situação de emergência do executivo municipal.

Desde novembro do ano passado a Defesa Civil acompanhava a situação de perdas causadas pelas chuvas, vindas em períodos não esperados e mesmo pela escassez delas. Em alguns municípios já falta água para o gado e pecuaristas estão remanejando os animais para pastos alugados, enfatiza Benedito, que aponta que a estiagem dos últimos meses é a maior dos últimos anos.

Relatórios técnicos de engenheiros agrônomos e das associações comerciais embasam a documentação que tem como objetivo trazer aporte financeiro ou mesmo ajuda humanitária.

Em junho o município de Alto Garças (357 km ao sul) teve situação de emergência decretada pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid). O prejuízo estimado pela estiagem que se arrasta desde janeiro é de R$ 17 milhões, pela perda de parte da safra de milho cultivada na região. Segundo representantes da Defesa Civil, ao menos 1,6 mil pessoas foram atingidas pela estiagem.

O decreto de emergência, emitido no dia 14 de junho pela pasta e homologado no dia seguinte pelo Governo do Estado, vigora durante 180 dias. Conforme a Secid, a partir desse decreto os agricultores prejudicados com a estiagem adquirem amparo legal para negociar com bancos, sem penalidades.

Neste ano, ao menos 20 municípios mato-grossenses tiveram situação de emergência decretada. As equipes da Secid/Defesa Civil promoveram 21 visitas em municípios do estado devido a situações críticas provocadas por chuvas intensas, erosão, tempestades e estiagem que destroem lavouras, como no caso de Alto Garças.

Entre as cidades estão, por exemplo, Vila Bela da Santíssima Trindade, Porto Esperidião e Pontes e Lacerda, que acionaram a Defesa Civil após a ocorrência de enxurradas, que derrubaram casas, pontes e deixaram pessoas ilhadas.

 

 

Fonte:gazeta digital