Mato Grosso, Terça-Feira, 21 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
MUNICÍPIO

Município de Nova Ubiratã prorroga Situação de Emergência

Marcia Jordan

22/07/2016 às 08:59

Município de Nova Ubiratã prorroga Situação de Emergência

23040A Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã prorrogou o Decreto 017/2016, publicado em março deste ano, de Situação de Emergência nas áreas afetadas por estiagem no município, por mais 90 dias.

Os produtores rurais já vinham sofrendo drasticamente os efeitos da seca que atingiu a safra 2015/2016 de soja, reduzindo a produção da oleaginosa, e agora testemunham uma seca totalmente atípica que atingiu as lavouras de milho.

A decisão foi tomada depois que o Sindicato Rural, Secretaria Municipal de Agricultura e o sindicato dos trabalhadores rurais, apresentaram um laudo apontando as percas em várias propriedades rurais.

A base economia de Nova Ubiratã é o setor agropecuário, particularmente a agricultura, com destaque para a produção de soja e milho. “E com a falta de chuva, perdas significativas ocorrem nas lavouras de milho, causando prejuízos aos grandes e pequenos produtores rurais, assim como para o município que tem na agricultura uma de suas principais fontes de receita”, disse o presidente do Sindicato Rural de Nova Ubiratã, Albino Castilho Ruiz.

De acordo com Ruiz, há anos Mato Grosso vem despontando como o maior produtor de milho do país, e as condições ambientais sempre foram favoráveis para o crescimento da cultura no estado, contudo, a forte seca que atingiu a região está apontando para uma realidade caótica, que vai impactar diretamente na economia da cidade e na população novo-ubiratãense. “Muitos produtores optaram por fazer a venda antecipada de sua produção atrelada a contratos de venda futura, o que na maioria dos casos prevê multas contratuais pelo não cumprimento”, explicou o presidente.

A maioria dos agricultores não conseguirá pagar nem mesmo os custos da lavoura, principalmente aqueles que investiram fortemente em tecnologias para garantir a alta produtividade.

O Sindicato Rural orienta os produtores rurais afetados pela estiagem, buscar pela renegociação amigável com o comprador do cereal. “O sindicato rural, entidades do setor produtivo e poderes municipais de Nova Ubiratã acreditam que na compreensão por parte das tradings,bancos, multinacionais e demais empresas compradoras de milho para que as renegociações aconteçam de maneira que ninguém seja prejudicado”, expressou.

 

 

 

Fonte Assessoria