Mato Grosso, Segunda-Feira, 6 de Abril de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
JUSTIÇA EM QUARENTENA

Justiça de MT fecha portas por 30 dias e implanta "teletrabalho" contra pandemia

A medida consta da Portaria Conjunta nº 249, disponibilizada no início da noite desta quarta-feira

Da Redação

19/03/2020 às 11:19

Justiça de MT fecha portas por 30 dias e implanta "teletrabalho" contra pandemia
Foto: TJMT

O Poder Judiciário de Mato Grosso adotou o regime obrigatório de teletrabalho de 20 de março a 20 de abril como mais uma medida de prevenção ao contágio pelo coronavírus. Durante esse período, as portas do Palácio da Justiça, dos fóruns das comarcas do Estado e de quaisquer dependências do serviço judicial estarão fechadas, mas as atividades não serão paralisadas, como garantiu o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha.

A medida consta da Portaria Conjunta nº 249, disponibilizada no início da noite desta quarta-feira (18/03). No documento, o presidente determina que magistrados, gestores e coordenadores elaborem um plano de trabalho com servidores e colaboradores, estabelecendo sistemática para o acompanhamento das atividades desenvolvidas durante o período de regime obrigatório de teletrabalho.

Atividades de magistrados de Primeiro e Segundo Graus, como prolação de sentenças, despachos e decisões, continuarão ocorrendo, com objetivo de impulsionar os processos e cumprir as metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça. A diferença é que magistrados, servidores e colaboradores estarão obrigatoriamente no regime de teletrabalho. “Não é recesso, não é plantão, nós estaremos trabalhando normalmente nesse período. Nós estamos preocupados com a saúde dos nossos magistrados e servidores, mas também temos responsabilidade com a sociedade vamos continuar cumprindo o nosso dever”, enfatizou o presidente.