Mato Grosso, Segunda-Feira, 20 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
55

55 candidatos do PSD concorrem à prefeituras como cabeças de chapa

Marcia Jordan

12/08/2016 às 18:30

55 candidatos do PSD concorrem à prefeituras como cabeças de chapa

dorner-convencaoO PSD  disputará eleições em 86 municípios, sendo que em 20 busca a reeleição dos  prefeitos. No total, são  55 candidatos a prefeito e 31 a vice.

 Segundo o vice-governador Carlos Fávaro, que preside o PSD no Estado, as amarrações foram trabalhadas para que ficassem dentro da base aliada do governador Pedro Taques (PSDB). Dessa formam, o dirigente acredita que a sigla pode contribuir  para fortalecer o que chama de  projeto de transformação que o Estado vive.

 “Estamos trabalhando com dedicação em mais uma festa da democracia, para que cada cidadão tenha a liberdade de escolher o melhor nome para o seu município. E, é assim, como base aliada do governador Pedro Taques, que vamos fortalecer os laços partidários, sempre pensando nas pessoas, nos humildes, para trazer sempre mais políticas públicas de qualidade para os nossos municípios”, declarou Fávaro. 

O vice-governador   destaca que o objetivo nessas eleições não é necessariamente fazer grande  número de prefeitos. Segundo ele, o PSD pretende eleger nomes qualificados.  “O PSD é um grande partido em Mato Grosso, mas não estamos preocupados com quantidade, e sim com qualidade, com prefeitos que tem um compromisso com a ética, e com um novo modelo de fazer política. É isso que estamos exigindo aos nossos candidatos”, comenta. 

Fávaro assumiu o comando da legenda,  em 29 de setembro, a pedido Taques  e do presidente nacional de honra do partido, Gilberto Kassab.  Desde então,   afirma que tem trabalhado com diálogo e ouvindo os seus correligionários. 

Conforme Fávaro, a atuação é diferente do que acontece no que classifica de antiga forma de fazer política. Além disso, ressalta que não quer ser cacique, e muito menos dono de ninguém. 

 De acordo com o relatório de fechamento de candidaturas PSD, mais de 350 candidatos a vereadores devem disputar as eleições em 2016.

Municípios pólos 

O  PSD conseguiu emplacar candidaturas com nomes de peso em cidades pólo que antes o   não liderava. Em alguns municípios,  os ajustes e definições ocorreram no prazo final, trazendo surpresas. 

Um exemplo disso foi o município de Sinop, onde o PSD não cogitava a princípio lançar candidato, mas com a mudança de cenário e com a boa aceitação foi aprovado o nome do empresário e ex-deputado federal Roberto Dorner. A candidatura  que conta com o apoio  de  Taques e do deputado federal Nilson Leitão, ambos do PSDB.

 Lucas do Rio Verde também terá candidatura própria com o nome do empresário e agricultor Floris Luiz Binotti. No município,  o vice-governador buscou o consenso para que não houvesse desgaste já que o candidato adversário Otaviano Pivetta (PSB0  é da base do governador. Mas as conversas não fluíram, possibilitando a candidatura própria do PSD.

Outro município destaque, que terá candidatura majoritária da sigla é Tangará da Serra, que tem como candidato o agricultor Reck Júnior. “Tenho a certeza que em municípios como Sinop,Tangará da Serra, Colíder, e em Rondonópolis, que temos a vice-prefeita Marildes Ferreira, vamos conseguir emplacar essas candidaturas e assim levar melhorias para a população”, reafirma Fávaro.