Mato Grosso, Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
CUSTÓDIA

Assassino de engenheira vai para presídio em

Ele se apresentou à polícia no domingo (10).

Da Redação

12/11/2019 às 15:15

Assassino de engenheira vai para presídio em
reprodução

O suspeito de matar a engenheira agrônoma Julia Barbosa de Souza, de 28 anos, passou por audiência de custódia nessa segunda-feira (11) e foi encaminhado para o Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS) .

Segundo a Polícia Civil, Jackson Furlan, de 29 anos, perseguiu e atirou contra a caminhonete que a vítima estava com o namorado. O disparo atingiu a vítima na cabeça.

Ele se apresentou à polícia no domingo (10).

Jackson compareceu à delegacia acompanhado de dois advogados e, durante o interrogatório, ficou em silêncio. De acordo com a defesa, mesmo tendo conhecimento de que a sua prisão preventiva já tinha sido decretada, o suspeito compareceu espontaneamente à delegacia.

Ainda segundo a defesa, isso demonstrou que ele não vai se furtar de responder na Justiça pelo crime que lhe é imputado.

O delegado que investiga o caso, André Ribeiro, afirmou que não houve discussão entre a vítima e o suspeito e que Jackson teria ficado com raiva da lentidão no trânsito.

“Eles estavam na Avenida Brescansin, que é uma avenida de trânsito lento, os carros sempre andam devagar. O suspeito estava furioso acelerando a caminhonete querendo ultrapassar o veículo da vítima, mas aquela avenida não permite ultrapassagens”, explicou.

Segundo André, o suspeito ficou com raiva da lentidão na avenida e passou a perseguir a caminhonete. “Eles tentaram despistar o suspeito e até conseguiram por um período, mas ele voltou a persegui-los incansavelmente. Não teve discussão, o vidro da porta da caminhonete (no lado do passageiro) estava a todo tempo fechado. Não há argumentos que justifique esse crime”, ressaltou.

A caminhonete que Jackson conduzia, segundo o delegado, era emprestada.

O crime

Julia Barbosa estava em Sorriso a passeio. Ela morava na cidade de Cornélio Procópio, no Paraná, para onde o corpo foi levado nesse domingo para o sepultamento.

De acordo com a polícia, a vítima estava com o namorado na casa de amigos se preparando para voltar ao Paraná. Ela pediu ao namorado um chocolate antes da viagem e os dois foram até uma conveniência para comprar.

Após realizar a compra, o casal seguiu em uma camionete pela Avenida Brescansin. Segundo a polícia, o trânsito na região estava lento.

O suspeito Jackson, também conduzindo uma camionete, se aproximou da traseira do veículo onde estava o casal e começou a buzinar e forçar a ultrapassagem.

O casal foi perseguido pelo motorista por um longo trecho da cidade até que em determinado momento, próximo a um hospital particular localizado na Avenida Brasil, o suspeito sacou uma arma e disparou contra a caminhonete do casal, atingindo Julia na cabeça.

Após efetuar o disparo, ele fugiu em direção a uma rodovia estadual, a MT-242.

Na manhã de domingo (10), o veículo que Jackson conduzia foi localizado pela Polícia Militar em uma região de mata, próximo ao Bairro Rota do Sol.

O veículo com placas de Santa Carmem, a 493 km de Cuiabá, não tem registro de roubo ou furto e está com a documentação em dia.

Segundo a polícia, Jackson não tem passagens pela polícia.