Mato Grosso, Domingo, 17 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
AEROPORTO

Aeroporto de Cuiabá começa a receber turistas para a Copa

Marcia Jordan

11/06/2014 às 08:13

Aeroporto de Cuiabá começa a receber turistas para a Copa

Pelo Aeroporto Marechal Rondon, na região metropolitana de Cuiabá, a bandeira e o uniforme da seleção chilena já são facilmente reconhecidos. Os torcedores do Chile começaram a chegar na maioria dos voos procedentes de São Paulo e Brasília. A Secretaria de Turismo de Cuiabá espera receber mais de 20 mil chilenos até o jogo de estreia da seleção do Chile com a Austrália, na sexta-feira (13).

Os grupos chegam em meio a pequenos reparos feitos no saguão do aeroporto, que passou por reforma e ampliação. Mas a obra não foi concluída antes do Mundial. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), depois da Copa o cronograma da reforma será reformulado, quando uma nova data deve ser agendada para a conclusão do terminal.

A temperatura máxima em Cuiabá, nessa terça-feira (10), foi 35 graus Celsius, com sensação térmica bem maior. O clima quente e tropical, porém, não desanimou alguns chilenos. “Está bom. Muito diferente do Chile, muita umidade, muito suor, mas é suportável”, disse Luis Haeger, técnico industrial.

Problema maior que o calor foi a comunicação entre estrangeiros e chilenos. Segundo Leonardo Escribar, engenheiro, de Antofagasta, a 1.800 quilômetros de Santiago, ele chegou a São Paulo e não conseguiu as informações que precisava para se deslocar até Cuiabá. “Não havia nenhum lugar para receber mapa, material de apoio. Todos da América Latina falam espanhol, falta o Brasil para que a gente possa se entender”, opinou.

Escribar acredita que a seleção chilena deve fazer uma boa estreia contra a Austrália na sexta-feira. Para o engenheiro, o time está forte e pode chegar à final do Mundial. “Vai ser Brasil e Chile no Maracanã, com vitória nossa de 2×1 sobre os donos da casa”, arriscou.

Boa parte dos chilenos que vem a Cuiabá deve chegar por via terrestre, entre hoje (11) e amanhã, em caravanas, de ônibus ou carros pequenos.

Agencia Brasil