Mato Grosso, Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
CPI DA ENERGISA

AL estuda CPI para investigar aumento abusivo de contas de energia em MT

Dilemário Alencar lembra que Assembleia de Mato Grosso do Sul já investiga concessionária de energia

Da Redação

07/10/2019 às 15:10

AL estuda CPI para investigar aumento abusivo de contas de energia em MT
Reprodução

O vereador Dilemário Alencar (PROS) vai entregar ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), um requerimento assinado por vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá onde solicitam que os deputados instalem uma CPI para investigar a Energisa por aumento abusivo nas contas de energia elétrica. “É preciso uma investigação nos serviços prestados por essa concessionária, pois há tempos está havendo reiteradas reclamações sobre abuso no valor cobrado na conta de energia e do precário atendimento feito a população. Portanto, vamos defender que a Assembleia Legislativa crie uma CPI para investigar essa situação, a exemplo do que fez a Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul, onde criou a CPI da Energisa para apurar os abusos cometidos naquele estado”, explicou o vereador Dilemário.

O vereador disse que a instalação da CPI é plenamente justificável devido o grande o número de pessoas que estão reclamando dos serviços prestados pela Energisa, retratado em levantamentos realizados pelo  Procon Estadual  onde a concessionária sempre lidera o ranking de reclamações, bem como a existência de uma petição pública de abaixo-assinado nas redes sociais, encabeçada por moradores e microempresários de diversas regiões, solicitando a instalação da CPI da Energisa. “O requerimento que vamos entregar ao presidente da Assembleia  é uma forma de reforçar esse sentimento da população. Vou também solicitar que os vereadores de Várzea Grande apoiem a cobrança pela instalação da CPI, bem como os demais vereadores do estado através da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso, a UCMMAT”, disse Dilemário.

O parlamentar informou também que a Câmara Municipal de Cuiabá  já aprovou um requerimento de sua  autoria para realização de uma audiência pública para a população apresentar denúncias de contas abusivas, prejuízos com oscilações e quedas frequentes de energia na zona rural, o perigo de fios de energia em postes desalinhados e jogados sobre calçadas e a piora no atendimento com o fechamento da agência do CPA II, que superlotou a existente na Rua Barão de Melgaço e congestionou ainda o telefone 0800 da concessionária que funciona em outro estado.

“A ideia é que essa audiência seja realizada em parceria com a Assembleia Legislativa e demais Câmaras Municipais que tenham interesse de participar. É uma forma de ouvir a população e levantar mais denúncias para reforçar ainda mais a necessidade de uma instalação da CPI para investigar a Energisa”, concluiu o vereador Dilemário.