Mato Grosso, Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
DUAS

Duas cidades de MT têm apenas um candidato a prefeito

Marcia Jordan

19/08/2016 às 07:15

Duas cidades de MT têm apenas um candidato a prefeito

7407666af0780b5748cb1ef7f3f90535Nas eleições municipais de 2016, Nova Mutum e Nova Xavantina, a 269 km e 651 km de Cuiabá, respectivamente, têm apenas um candidato ao cargo de prefeito. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TSE), os candidatos só não se elegem, se por acaso, receberem menos de 50% dos votos válidos.O pleito ocorre no dia 2 de outubro, primeiro domingo do mês.

Em Nova Mutum, Adriano Xavier Pivetta (PDT) disputa o cargo pela segunda vez. O município ao norte do estado tem quase 40 mil habitantes e, para ser eleito, o candidato tem que receber pelo menos 50% dos votos válidos.

Em Nova Xavantina, o atual prefeito do município, João Batista Vaz da Silva, também tenta se reeleger. ‘João das Cebolas’ tem que conquistar ao menos 50% dos votos válidos do município. Ao todo, a cidade tem 20.399 moradores.

Na segunda-feira(15), os candidatos declaram à Justiça Eleitoral o total de bens que possuem antes de concorrer ao cargo. O agricultor Adriano Xavier Pivetta declarou um total de mais de R$ 23 milhões. Na relação de bens, aparecem nove fazendas, veículos e ações em empresas de agronegócio.

O candidato a reeleição, João das Cebolas declarou à Justiça R$ 314.965,99 em bens. Entre eles, imóveis e veículos.

Já a disputa para o cargo de vereador em Nova Mutum promete ser mais acirrada. Serão 40 candidatos tentando uma das 13 vagas no legislativo municipal. Já em Nova Xavantina, 44 candidatos disputam 11 vagas.

A propaganda nas ruas e em carros de som já foram autorizadas pelo TRE. No entanto, a propaganda eleitoral na televisão e no rádio devem começar a partir do dia 26 de agosto. A duração da campanha na TV neste pleito foi reduzido de 45 para 35 dias. Cada candidato a prefeito tem diariamente 20 minutos. Já os candidatos a vereadores terão apenas inserções na programação dos canais.

 

 

 

Fonte Folhamax