Mato Grosso, Quinta-Feira, 24 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
EX-DEPUTADO

Ex-deputado faz depoimentos sigilosos ao MPF, mas nega acordo de delação em MT

Marcia Jordan

23/08/2016 às 09:07

Ex-deputado faz depoimentos sigilosos ao MPF, mas nega acordo de delação em MT

04f655980b600a34b779834dbf8ebe51O ex-deputado estadual José Riva (PSD) está prestando depoimentos reveladores e comprometedores ao Ministério Público Federal (MPF). Coment-ase nos bastidores políticos e jurídicos que o ex-parlamentar, que responde a mais de 100 processos na Justiça, teria firmado um acordo de delação premiada para obter benefícios nos processos em que responde por corrupção.

No entanto, para celebrar o acordo, o ex-presidente da Assembleia passou por uma “via sacra” entre instituições. Inicialmente, Riva negociou a delação com membros do Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado).

Ele chegou a prestar alguns depoimentos. No entanto, promotores e delegados que acompanharam as oitivas rejeitaram o acordo por suspeitarem que ele estaria omitindo algumas informações que já teriam sido levantadas em outras investigações. “Estava apenas culpando os outros e tirando a responsabilidade de suas costas”.

Com a recusa da delação em nível estadual, o ex-parlamentar procurou a Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília (DF). Para obter a delação naquele órgão, era necessário comprometer alguma autoridade com foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF). No caso, obtém foro na suprema corte deputados federais, senadores e ministros.

Um dos citados na delação premiada seria o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP). No entanto, é possível que ele tenha delatado ao menos um deputado federal.

Como a PGR considerou a minuta de acordo de delação como interessante do ex-deputado, foi designado para o Ministério Público Federal (MPF) concluir os depoimentos do ex-deputado. Segundo as informações, até o momento Riva, já esteve por ao menos três vezes no MPF prestando depoimentos comprometedores.

Ele também entregou documentos que comprovariam aquilo que tem declarado. É possível que as informações prestadas pelo ex-deputado sejam usadas para deflagrar novas operações no Estado.

José Riva foi considerado um dos políticos mais influentes do Estado nos últimos anos. Durante 20 anos, ocupou as funções de presidente e 1º secretário da Assembleia e tinha grande influência nas gestões do Governo do Estado.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a defesa do ex-deputado negou que ele tenha firmado acordo de delação premiada. A notícia da delação de Riva foi publicada, inicialmente, pelo colunista do Jornal O Globo, Lauro Jardim.

De acordo com o advogado Rodrigo Mudrovistchi, o acordo de delação de Riva é uma mentira e o prejudica na defesa de seus processos. “É falsa a notícia de que o Riva firmou acordo de delação premiada. Vazamentos infundados e seletivos, como esse, são prejudiciais ao meu cliente e não devem ser levados em consideração”, finalizou.

 

 

 

Fonte Folhamax