Mato Grosso, Domingo, 25 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
“LIXÃO

“Lixão irregular é tragédia para Sinop”, critica Dalton

Marcia Jordan

23/08/2016 às 18:26

“Lixão irregular é tragédia para Sinop”, critica Dalton

lixao2“Esse lixão é uma tragédia anunciada e que há oito anos continua da mesma forma. Como uma cidade como Sinop não tem um aterro sanitário, mas um lugar irregular para onde se manda o lixo? Era de se esperar que logo logo ele ameaçaria até mesmo o funcionamento do único aeroporto do município. Sem contar os riscos à saúde, já que direto está pegando fogo. Isso é um absurdo. Quem vai pagar essa conta?”. A crítica é do vereador licenciado Dalton Martini (PP), ao comentar as condições do lixão municipal.

O caso está na mira da Justiça, que já intimou a Prefeitura de Sinop a esclarecer “a quantas andam” o processo licitatório que vai escolher empresa responsável pela coleta, transporte e destinação final dos resíduos gerados no município. A decisão foi tomada após novas denúncias chegarem ao Judiciário, elencando os riscos gerados à navegação aérea na zona aeroportuária.

lixao3“Na última sexta-feira (19/08/2016), o comandante do voo da empresa Azul às 08:10hs, no alto-falante da aeronave e direcionado aos passageiros, chegou a comentar quanto às dificuldades operacionais em razão das queimadas no lixão próximo a cabeceira da pista, não obstante comentários de aeronautas acerca dos urubus que atrapalham a navegação aérea”, cita o juiz Mirko Vincenzo Giannotte.

No despacho, juiz afirma querer saber a “quantas andam”,(sic) notadamente informando a existência de recurso, e, acaso existam esses, se pendentes de julgamento, e desde quando pendentes de julgamento, por meio de certidão, observando que, se acaso estas não reflitam a verdade, possivelmente quem tiver lançado informação falsa poderá sofrer as consequências da lei”.

Na decisão, o magistrado diz que “há muito já se tem paciência quanto a esta novela [do lixão] cujo Poder Público Municipal é o protagonista”. No despacho, é enfático ao afirmar: “quem sabe, como paliativo, manter aberto o funcionamento, promovendo, entretanto, o fechamento do Aeroporto Municipal de Sinop”.
Para Dalton Martini, não é de hoje que a Prefeitura é pressionada a sanar o problema do lixão. “Nós já fizemos várias cobranças ao Executivo enquanto vereadores lá na Câmara, mas pouco se resolveu”. A preocupação com a falta de um aterro sanitário fez Dalton colocar o assunto em seu plano de governo que foi apresentado à Justiça pelo candidato a prefeito de Sinop. Para Dalton, falta vontade política para resolver o problema e, segundo ele, pouca coisa pode mudar.

“Temos a terra, gente capacitada e aparato. Falta é vontade da prefeitura em dar um fim a esse impasse chamado lixão”, criticou. “Se em oito anos o atual prefeito não resolveu, qual é a garantia que isso não continuará ocorrendo, já que a mesma “turminha da mamata” da prefeitura quer permanecer no poder por mais quatro anos?”, questionou.

 

 

 

Fonte Assessoria