Mato Grosso, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
HOMENS

Homens são presos depois de ameaçar e agredir policiais em Colíder

Marcia Jordan

08/09/2016 às 08:48

Homens são presos depois de ameaçar e agredir policiais em Colíder

presosDois homens foram autuados em flagrante nos crimes de embriaguez ao volante, desobediência, resistência, desacato, perturbação do sossego, porte ilegal de munição de arma de fogo de uso permitido e lesão corporal majorada, na manhã de ontem, quarta-feira (07.09), no município de Colíder.

Os suspeitos, Welinton Barbosa de Santana, 37, e Wender Barbosa de Santana, 19 anos, foram conduzidos à Delegacia da Polícia Judiciária Civil depois de desacatarem e agredirem, verbalmente e fisicamente, policiais militares da cidade.

A confusão foi iniciada por Welinton Barbosa de Santana, que na companhia de outras pessoas, estava em frente um estabelecimento fazendo uso de bebidas alcoólicas e ouvindo música alta, no veículo Corsa, equipado na carroceria com grande equipamento de som automotivo, sem autorização legal.

A Polícia Militar foi acionada e na abordagem, Welinton, desde o início, mostrou-se desobediente, “gesticulando e falando em voz alta” com os policiais. O suspeito havia ingerido bebida alcoólica, por estar com forte odor etílico, olhos vermelhos e vestes desarrumadas. Ele confessou aos policiais que “teria bebido e que não era problema da Guarnição”.

Durante tentativa de conduzir o suspeito até a Delegacia, Welinton desobedeceu, resistiu e desacatou aos policiais dizendo: “ filhos da puta, porcos, vagabundos, quem paga o salário de vocês sou eu”. Momento, que Wender chegou em outro veículo, estacionou em frente a viatura da PM e interceptou os policiais militares na tentativa de libertar o conduzido Welinton.

Na Delegacia, Wender em nova investida sobre os policiais para libertar o preso, passou também a ofender e ameaçar os militares e ainda desferiu socos e chutes que vieram atingir o tórax de um soldado e as pernas do outro militar da guarnição.

O suspeito foi contido pelo investigador plantonista, mas nisso o conduzido Welinton passou novamente a agredir os policiais militares com socos e chutes, e ainda, tentou retirar a arma do coldre de um deles.

Os dois suspeitos foram dominados e conduzidos para a cela da Delegacia. Em revista ao veículo Corsa, foram apreendidas 10 munições calibre 38, que estavam dentro de um saco preto, no interior do câmbio do veículo.

Para garantir a ordem pública, o delegado Ruy Guilherme Peral da Silva, não arbitrou fiança aos dois presos e solicitou ao juiz da comarca, que a prisão em flagrante seja convertida em preventiva.

 

 

 

Fonte PJC