Mato Grosso, Quarta-Feira, 23 de Junho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
BANCÁRIOS

Bancários recebem proposta nesta 6ª

Marcia Jordan

09/09/2016 às 10:46

Bancários recebem proposta nesta 6ª

7d687658a84eba77bab87565ea8347d9Bancários se reúnem hoje (09) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para debaterem as pautas apresentadas durante o movimento grevista. Em Mato Grosso, 219 agências de bancos públicos e privados estão com as atividades paralisadas. O Estado aderiu a uma movimentação nacional em busca de melhores condições salariais e de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT), Clodoaldo Barbosa, está em São Paulo para participar da mesa de negociação. De acordo com o sindicalista, que também é um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários, a reunião será um momento para reafirmar que a categoria só voltará ao trabalho após receber uma proposta de atendimento às demandas, diferente daquela apresentada pela federação anteriormente.

Segundo a categoria, com relação à questão salarial, a Fenaban propôs um reajuste de 6,5% no salário, na Participação dos Trabalhadores nos Lucros (PLR) e nos auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil. Entretanto, os bancários avaliam que a proposta não cobre, sequer, a inflação do período, projetada em 9,57% para agosto deste ano, e representa perdas de 2,8%.

Bancários e federação buscam o consenso desde o dia nove de agosto quando a proposta foi enviada e já foram cinco rodadas de negociação. Assim, a categoria pede que seja feita a reposição da inflação do período acrescida de 5% de aumento real, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90.

Com relação ao trabalho, os bancários ressaltam que buscam o combate às metas abusivas, ao assédio moral e sexual, fim da terceirização, mais segurança, melhores condições laborais. A defesa do emprego também é prioridade, assim como a proteção das empresas públicas e dos direitos da classe trabalhadora.

OUTRO LADO – A Fenaban confirmou que a reunião será realizada às 11 horas de hoje. Porém, não havia ainda nenhum posicionamento acerca do que seria levado durante a rodada de negociação. No entanto, ressaltou o que já foi apresentado anteriormente à categoria, rebatendo que, para a maior parte dos bancários, o aumento da remuneração supera a inflação.

“Isso porque envolve, além dos 6,5% de reajuste salarial, um abono de R$ 3 mil. Somando ambos, o aumento chega a 15%, no ano, para algumas faixas salariais”, frisa o texto.

 

 

 

 

Fonte A gazeta